Uma paradinha para verificar as redes sociais, mais outra para assistir a um seriado: quando você se dá conta, já se passaram horas e ainda nem abriu os livros. Esse cenário é relativamente comum para os concurseiros, que, às vezes, deixam as distrações falarem mais alto.

O resultado, como se pode imaginar, não é nem um pouco satisfatório. Pelo contrário: tal atitude diminui a produtividade, atrapalhando o desempenho do estudante. Contudo, é possível reverter essa situação e ter mais eficiência.

Quer saber como? Então acompanhe as 11 dicas abaixo e saiba como eliminar de vez a procrastinação nos estudos, garantindo melhores resultados!

1. Estabeleça metas

Acredite: determinar metas, tanto a curto quanto a médio e longo prazo, é uma excelente estratégia para melhorar a sua performance e evitar a procrastinação. Nesse sentido, estabeleça as matérias que devem ser estudadas durante a semana, certificando-se de criar um cronograma capaz de auxiliá-lo no processo.

Mas não basta realizar um planejamento estruturado e não o seguir à risca. Lembre-se de que, para conquistar os seus objetivos, cada etapa superada é uma vitória que o deixará mais perto dos seus sonhos.

Vale destacar, aqui, a importância de estabelecer prazos para cada disciplina. Por exemplo: até o final do mês é preciso finalizar tal capítulo e, claro, resolver questões para memorizar e consolidar o conteúdo.

2. Defina uma rotina

A falta de uma rotina pode atrapalhar o seu rendimento, sendo, inclusive, um dos fatores pelos quais você acaba deixando os estudos para depois e da lugar para a procrastinação nos estudos. Por isso, estabeleça rituais. Por exemplo, quando você acorda, logo em seguida escova os dentes e toma café da manhã, certo? É um hábito antigo, que provavelmente não mudará.

Da mesma forma, pense em formas de criar uma rotina para os estudos, fazendo com que ele vire um costume. Por exemplo: após chegar do serviço, descanse por alguns minutos, tome um banho para relaxar e, a partir de então, se dedique aos livros.

O seu cérebro vai se acostumar com essa ideia, e, quando menos perceber, essa atividade será realizada quase que automaticamente.

3. Evite realizar tarefas simultaneamente

No trabalho, ser multitarefas pode até ser uma característica positiva, uma vez que o mercado exige cada vez mais dos profissionais. Contudo, a história é bem diferente quando o assunto é estudos para concurso público.

Não caia no erro de tentar fazer várias tarefas ao mesmo tempo, pois o resultado, provavelmente, será desastroso, já que existe grande chance de você não conseguir executar as atividades com qualidade. Isto é: tudo ficará feito pela metade.

Portanto, quando estiver estudando, dedique-se exclusivamente a tal tarefa, pois isso contribuirá — e muito — com a sua performance de forma geral.

4. Faça as devidas pausas

Ninguém é de ferro a ponto de conseguir ficar lendo por horas consecutivas, não é mesmo? Até porque chega determinado momento em que a cabeça cansa e a assimilação do conteúdo não é mais a mesma.

Não são raros os casos, por exemplo, em que, após terminar uma página, é necessário começar de novo, pois nada daquele material foi absorvido. Com certeza, isso é sinônimo de cansaço ou desatenção.

Por isso, é importante realizar as devidas pausas durante o estudo. Claro que isso não significa que você deva parar de 10 em 10 minutos. O mais indicado é montar uma agenda já incluindo esses momentos de descanso.

Não existe uma regra. Você deve levar em consideração o seu ritmo diário, entendendo qual o melhor momento para realizar uma pausa para esfriar a cabeça e depois voltar com total dedicação.

5. Elimine as distrações

Videogame, televisão, som, redes sociais: fato é que são várias as fontes de distrações. Cabe ao estudante, nesse aspecto, detectar o que tira a sua atenção para conseguir focar no que, de fato, interessa.

Nesse contexto, não pense duas vezes para eliminar tudo aquilo que faz você ficar aéreo. Desligue o celular e a TV e até desative as redes sociais — se for necessário. O fundamental é não deixar que fatores internos afetem sua produtividade.

Não se esqueça de que cada minuto no processo de preparação faz toda a diferença no resultado final.

6. Adote a estratégia da recompensa

Às vezes, a procrastinação nos estudos pode surgir devido à falta de motivação. Sem a tão desejada aprovação, é até natural o estudante perder um pouco do ânimo depois de várias tentativas. Contudo, é preciso driblar o quanto antes essa situação. Afinal, para lograr êxito no processo seletivo, é preciso encontrar constantemente estímulos capazes de tornar o percurso mais fácil e prazeroso.

É nesse cenário que entra a tática da recompensa. Ao conseguir, por exemplo, bater uma meta, honrando os prazos, nada mais justo do que se presentear. Não precisa ser nada extravagante — até porque o momento agora é de conter os gastos, né?

Vale desde ter um dia de folga para curtir a família e amigos até mesmo sair um pouco, mas nada que vá comprometer a sua produtividade no dia seguinte. Uma boa sugestão é ir àquele tão esperado lançamento do cinema ou reunir a turma para um jantar especial.

Perceba que o intuito é criar um momento de puro entretenimento e diversão, no qual você se sinta bem. Essa simples ação vai tornar o seu dia a dia mais harmonioso, fazendo com que você tenha mais garra e determinação para estudar.

7. Não seja tão exigente

Não se cobre tanto o tempo inteiro. Saiba que, vez ou outra, você vai cometer algum deslize. E tudo bem. Afinal, errar é humano. Só não deixe que as falhas se tornem uma constante.

Saiba ser mais compreensivo quando algo sair do planejado. Esse pensamento vale, inclusive, para os momentos em que a desatenção aparecer. Não adianta, nessas horas, resmungar, falando que poderia ter estudado mais — até porque, como diz o ditado, “não adianta chorar sobre o leite derramado”.

Aprenda com os seus equívocos e siga em frente, tornando as falhas uma fonte de aprendizado e sabedoria.

8. Tenha uma agenda ou kanban

Confiar na sua memória é arriscado. Se você não anota os compromissos, as programações de estudos, as matérias e exercícios pendentes, enfim, se você não registra a sua rotina de forma organizada, corre o risco de perder algo.

Há algumas opções para manter os seus estudos organizados, por escrito. Usar uma agenda ou um planner vai dar uma visão completa das suas tarefas.

Você já ouviu falar sobre o kanban? Essa técnica japonesa de organização é muito útil para concurseiros. Trata-se de um cartão, dividido em três partes:

  • para fazer;

  • fazendo;

  • feito.

Nele, você pode incluir cada uma de suas tarefas e movê-las no quadro, de acordo com o status. Por que o kanban é eficiente? Porque deixa você visualizar claramente o que você precisa fazer, e em qual situação encontram-se os seus compromissos.

Vale a pena criar um kanban com as matérias que você precisa estudar. Na medida em que for avançando, vai atualizando a tabela. Também vale para exercícios e simulados. Ver o progresso dos seus esforços vai ajudar a manter você motivado.

Mas não esqueça: não importa qual seja a sua escolha para fazer o seu planejamento, ele só funcionará se você colocá-lo em prática! É muito fácil se deixar levar pela ilusão de que somente criando a agenda você vai se organizar melhor. Não é assim: você precisa usá-la todo o dia. A agenda será sua aliada para uma preparação mais qualificada. Faça bom uso dela!

9. Aprenda a priorizar

Estudar é priorizar. Diante de um grande volume de conteúdos a serem vistos, você pode ficar confuso, deixar passar algo importante, ou gastar muito tempo com alguma tarefa que não é necessária. Para evitar isso, você deve criar um senso de prioridade.

Mas não se engane, isso pode não ser tarefa fácil. Confundir-se entre as tarefas mais importantes com as que você pode deixar para depois é recorrente durante o processo de preparação para um concurso público. Afinal, você terá uma grande quantidade de aulas, conteúdos e tarefas a vencer.

A dica é não perder o foco, elencar as matérias e exercícios mais importantes para a sua preparação e priorizá-los.

10. Elimine os gatilhos de procrastinação

A preparação para um concurso público exige uma nova rotina. Muitos hábitos que você costumava ter antes de iniciar a empreitada rumo ao concurso podem impactar na sua preparação, mesmo não relacionados ao estudo em si. Talvez você nem se dê conta. Mas preste atenção nos gatilhos de procrastinação e preguiça em que você pode se apegar.

Por exemplo: digamos que você tenha o hábito de tomar café durante os estudos. Tudo bem, não tem problema nenhum fazer isso, caso seja em quantidades saudáveis. Porém, se a cada ida a cozinha, você se distrai e acaba perdendo minutos que poderia empregar nos estudos, é hora de rever esse hábito. Telefone, consultas na internet, conversas, tudo isso e muito mais podem ser um gatilho de procrastinação nos estudos para você. Identifique-os e elimine-os da sua rotina.

11. Acredite e confie em você mesmo

Nenhuma dessas dicas será efetiva se você não acreditar no seu potencial e confiar na sua capacidade de vencer. Não perca isso de vista! Todos os seus esforços serão recompensados. Basta trabalhar com foco e não desistir.

Com essas dicas, você vai conseguir evitar a procrastinação nos estudos e ter sucesso na preparação para a próxima prova! E o seu plano de estudos, como está? Leia tudo sobre o assunto aqui!