A cada dia, cresce o número de brasileiros que decidem perseguir o sonho de conquistar uma vaga na carreira pública. E não é para menos: a instabilidade econômica do país e a globalização da economia fazem com que os postos de trabalho oferecidos pela iniciativa privada estejam cada vez mais sucateados.

Se você faz parte dessa estatística, mas ainda não escolheu uma área para focar a preparação para as provas de concurso, então o artigo de hoje foi feito especialmente para você! Vamos analisar todas as oportunidades que o Direito do Trabalho tem a oferecer. Confira!

Vantagens da área trabalhista

Quantidade de vagas

Você pode estar pensando que, por se tratar de uma ramificação especializada da Justiça brasileira, a área trabalhista não deve oferecer muitas vagas, não é mesmo? Ledo engano! A Justiça do Trabalho movimenta uma quantidade astronômica de processos todos os anos, demandando uma das maiores estruturas físicas e de mão de obra em todo o serviço público no Brasil.

Como se não bastasse isso, a Emenda Constitucional 45/04 ampliou ainda mais a competência da Justiça do Trabalho, fazendo com que centenas de milhares de processos que antes eram julgados pela Justiça Comum migrassem para a do Trabalho.

Especificidade do conteúdo programático

As oportunidades na área trabalhista geralmente exigem do candidato o conhecimento de matérias específicas, que não são cobradas em nenhum outro concurso. É o caso, por exemplo, do Direito do Trabalho e do Processo do Trabalho.

O candidato deve ter intimidade não somente com a CLT, mas também com convenções e acordos coletivos e também com as decisões judiciais na área trabalhista, já que o Direito do Trabalho brasileiro é bastante jurisprudencial (tende a se basear menos em regras e mais em princípios e entendimentos reiterados dos juízes e ministros). Estamos falando, é claro, das famosas Orientações Jurisprudenciais (OJ).

Isso certamente não é nenhum problema para o candidato que está focado na área trabalhista, mas é um obstáculo enorme para quem está estudando também para outras áreas e decidiu se aventurar num concurso do TRT ou do MTE, por exemplo.

A especificidade da matéria somada à enorme quantidade de vagas oferecidas anualmente em todo o país aumentam em muito a probabilidade de que o candidato focado na área trabalhista seja aprovado.

Condições de trabalho

Os órgãos ligados à área trabalhista são conhecidos por ter uma boa estrutura e, consequentemente, por oferecer boas condições de trabalho a seus servidores. Pode não parecer durante essa etapa inicial de preparação para o concurso, mas isso fará, no futuro, uma diferença e tanto na sua vida profissional!

Já pensou trabalhar em uma repartição pública com poucos servidores, sobrecarga de trabalho, computadores antigos, sistemas lentos, em que faltam cartuchos de impressora e papel, e, enquanto isso, a população enfurecida aguarda atendimento? Pois é!

Esfera federal

A Justiça Trabalhista, bem como os órgãos de fiscalização do trabalho fazem parte da esfera federal do funcionalismo público. Isso é uma vantagem tanto para o candidato, como para o servidor.

Para o candidato porque pode participar de concursos em todo o país, aumentando suas chances de aprovação. É uma vantagem para o servidor porque ele pode sempre pedir remoção caso queira voltar para sua cidade natal ou conhecer outras partes do país em busca de uma maior qualidade de vida para a sua família.

Remuneração

Todo mundo está cansado de saber que o setor público, em geral, paga melhor que a iniciativa privada. Mas até mesmo quando fazemos uma comparação dentro do próprio serviço público vemos que as carreiras dentro da área trabalhista oferecem uma das maiores remunerações em todo o país, principalmente quando comparamos com cargos de atribuições similares no âmbito estadual e municipal.

Concursos na área trabalhista

São tantas as oportunidades na área trabalhista, que é possível afirmar sem medo de errar que há sempre um edital em aberto. Também pudera: são 24 TRTs em todo o país, além, é claro, do Ministério do Trabalho e do Ministério Público do Trabalho, que oferecem grande número de vagas em todo o país.

TST

O Tribunal Superior do Trabalho fica localizado em Brasília e é a instância superior da Justiça Trabalhista brasileira. Trata-se de uma boa oportunidade para o profissional que, além de ganhar bem e ter estabilidade, quer estar no epicentro de tudo o que acontece, tendo a oportunidade de crescer profissionalmente e aprender sobre a carreira.

TRT

Como já tivemos a oportunidade de salientar, são 24 TRTs ao longo de todo o país, e cada um deles realiza o seu próprio concurso. Dado que os concursos geralmente têm validade de dois anos, em alguns casos renovando-se por igual período, dificilmente um ano se passa sem que algum TRT abra processo seletivo.

São boas oportunidades para os concurseiros mochileiros e também para quem quer realizar prova na sua região. Vale lembrar que o TRT-RN está com inscrições abertas e o edital do TRT-PE já foi autorizado.

Ministério Público do Trabalho

O Ministério Público do Trabalho (MPT) faz parte do Ministério Público da União (MPU) e atua, de modo ativo, na defesa dos direitos difusos, coletivos e individuais indisponíveis dos trabalhadores. Tem tido, ao longo dos últimos anos, uma atuação importante na erradicação do trabalho infantil, no combate ao trabalho escravo e na preservação da saúde e segurança do trabalhador.

São realizados concursos específicos e de âmbito nacional para o provimento de cargos de procurador do Trabalho. Já os cargos de técnico e analista também têm abrangência nacional, mas são realizados pelo MPU, sendo o servidor lotado posteriormente no MPT. Vale lembrar que a expectativa é de que o MPU publique edital ainda em 2017.

Ministério do Trabalho e do Emprego

O Ministério do Trabalho é um órgão que pertence ao Poder Executivo e é responsável por elaborar e implementar políticas públicas e sociais na área do trabalho. Além disso, tem a função de fiscalizar se as empresas brasileiras estão respeitando os direitos dos trabalhadores.

Vale lembrar que o MTE já realizou um pedido para abertura de novo concurso e o processo já está em andamento aguardando o aval do Ministério do Planejamento. O pedido foi de 2.595 vagas para todo o país e inclui oportunidades para os níveis médio e superior, para agentes a auditores do trabalho.

E aí, ainda está na dúvida sobre como dar o primeiro passo na sua preparação para a área do Direito do Trabalho? Entre em contato conosco e confira todos os pacotes que temos para você!