O Comandante Geral da PM-PI, Coronel Carlos Augusto, informou que haverá o concurso da PM-PI neste ano. Um encontro entre o governador, José Wellington Barroso de Araújo Dias, e o secretário de Estado da Segurança, Fábio Abreu, confirmou a realização de concurso público para soldados da Polícia Militar. “O edital já está pronto. Agora, o secretário de Segurança vai se reunir com o secretário da Administração, Franzé Silva, para definir uma data de lançamento do concurso”, explicou o governador.

 A Solicitação feita pelo Comandante foi de 400 vagas, segundo ele o Governador tem consciência da carência de profissionais no estado, “Enviamos uma solicitação para que o governador autorize o início da formação de 400 novos soldados em 2017”, disse o coronel.  A oportunidade será para Soldado da PM-PI. Para exercer a função, o candidato deverá ter o ensino médio completo.

“Após a prova, os aprovados passam por outras etapas, como teste físico e principalmente a formação, que dura em torno de seis meses. Vamos conversar com o comandante-geral da PM/PI, coronel Carlos Augusto, para termos esses policiais nas ruas do Piauí o mais rápido possível”, concluiu Abreu

pm-pi, pmpi, policia militar piaui

O último concurso foi realizado no ano de 2013, UESPI (Universidade Estadual do Piauí) foi a banca organizadora. Foram oferecidas 400 vagas para o cargo de soldado com remuneração inicial de R$ 2.047,63.

Os candidatos foram avaliados pela prova objetiva e dissertativa. Além dos exames de saúde, aptidão física, exame psicológico e investigação social.

Confira o conteúdo programático abordado, conforme o último edital:                                                    

Conhecimentos Básicos

  • Conhecimentos Gerais
  • Língua Portuguesa
  • Matemática
  • Noções de Informática

Conhecimentos Específicos

  • Direitos Humanos
  • Legislação da Polícia Militar do Piauí
  • Segurança Pública                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       Atribuições ao cargo

Executar diretamente as atividades operacionais de polícia ostensiva, ou seja, o policiamento ostensivo fardado para a preservação da ordem pública, através do emprego preventivo e/ou repressivo, objetivando proteger a incolumidade física das pessoas e os bens públicos e/ou privados contra qualquer ato delituoso.

Por: Suzana Oliveira

Por: Suzana Oliveira