Quando você viaja é comum visualizar um PRF (Policial Rodoviário Federal) na rodovia, seja fazendo blitz ou fiscalizando nos postos de controle da PRF, mas você sabe o que ele faz? E ainda, sabe como se tornar um Policial Rodoviário Federal?

PRF é um servidor público e realiza atividades de natureza policial envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e a remuneração inicial bastante atrativa, de R$9.043,00.

Para atuar nessa profissão é necessário prestar concurso público. O candidato interessado deve possuir diploma de curso superior completo, idade entre 18 e 65 anos e carteira de habilitação categoria B ou superior. Se você possui curso de tecnólogo também pode ser aceito, desde que obedeça às diretrizes dispostas na Resolução CNE/CP 3 de 18 de dezembro de 2002, em seu Art. 4º.

Para quem tem necessidades especiais, a PRF reserva vagas. Estes candidatos serão submetidos a todos os testes, avaliações e exames em igualdade de condições com os demais concorrentes do concurso.

Como funciona o concurso

O concurso é feito em etapas. A primeira é composta por prova objetiva e prova discursiva, exame de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e/ou funcional e avaliação de títulos. 

Na última prova foram exigidas as disciplinas de:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa
  • Matemática
  • Noções de Direito Constitucional
  • Ética no Serviço Público
  • Noções de Informática

Conhecimentos específicos

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Legislação Especial
  • Direitos Humanos e Cidadania
  • Legislação Relativa ao DPRF
  • Física Aplicada à Perícia de Acidentes Rodoviários

Para que o candidato seja aprovado na primeira fase, ele deve fazer uma pontuação mínima, o que chamamos de nota de corte – é a nota mínima necessária pra conseguir a aprovação em um processo seletivo. A nota de corte do último concurso de 2013 foi 63 pontos.

Veja abaixo as exigências de acordo com o último edital no teste de capacidade física:

Teste de flexão em barra fixa

Masculino – flexões

Feminino – tempo de suspensão

3 flexões

2,0 pontos (mínimo)

De 10 a 13

2,0 pontos (mínimo)

Igual ou superior a 9

5,0 pontos (máximo)

Mais de 28

5,0 pontos (máximo)

 

Teste de impulsão horizontal (distância em metros)

Masculino

Feminino

De 2,01 a 2,05

2,0 pontos (mínimo)

De 1,61 a 1,65

2,0 pontos (mínimo)

Igual ou superior a 2,31

5,0 pontos (máximo)

Igual ou superior a 1,91

5,00 pontos (máximo)

 

Teste de flexão abdominal (número de repetições)

Masculino

Feminino

De 31 a 34

2,0 pontos (mínimo)

De 25 a 27

2,0 pontos (mínimo)

Igual ou superior a 55

5,0 pontos (máximo)

Igual ou superior a 43

5,00 pontos (máximo)

 

Teste de corrida de 12 minutos (em metros)

Masculino

Feminino

De 2.301 a 2.400

2,0 pontos (mínimo)

De 2.001 a 2.100

2,0 pontos (mínimo)

Igual ou superior a 2.901

5,0 pontos (máximo)

Igual ou superior a 2.601

5,0 pontos (máximo)

 

A avaliação psicológica consiste na aplicação e na avaliação de baterias de testes e instrumentos psicológicos científicos como: capacidade de atenção, capacidade de memória, capacidade intelectual e características de personalidade como, por exemplo: controle emocional, controle da agressividade, liderança e responsabilidade.

Serão avaliadas também as características de personalidade restritivas ou impeditivas ao desempenho das atribuições inerentes ao cargo como, por exemplo, desequilíbrio emocional, ansiedade elevada e agressividade exacerbada.

Após aprovado nos testes anteriores será convocado para o Curso de Formação Profissional (CFP). O candidato regularmente matriculado fará jus, a título de auxílio financeiro, a 50% da remuneração da classe inicial do cargo de Policial Rodoviário Federal, conforme disposto no artigo 14 da Lei nº 9.624/1998.

O que você deve saber sobre alguns conteúdos

Alguns conhecimentos são necessários para que você arrase na prova e obtenha os melhores resultados e notas. Se quer sair na frente da concorrência e se destacar na colocação, se atente em estudar os conhecimentos abaixo:

  • Língua portuguesa:

Apesar de ser uma matéria bastante estudada ao longo de nossa vida existem alguns pontos que devem ser reforçados pela pessoa que pretende prestar um concurso. Deve-se ter domínio na interpretação de diversos gêneros textuais. 

Além disso, fique atento aos elementos de coesão e ao uso correto de pronomes e da crase. Você também deve estudar como é feita a estrutura da correspondência oficial presidencial. 

  • Raciocínio lógico: 

É necessário que os candidatos fiquem atentos aos problemas de lógica proposicional, principalmente às questões de negações e de proposições equivalentes. Faça diversas questões e se habitue a resolver este tipo de problema, para solucionar textos grandes e complicados com maior facilidade. 

  • Noções de administração:

As noções de administração são cobradas de uma maneira mais generalista. A cobrança é voltada para a administração pública, administração financeira orçamentária e a administração de pessoas. 

  • Noções de direito penal e administrativo:

Os temas mais cobrados sobre direito penal e administrativo são: culpabilidade, concurso de pessoas, fato típico e seus elementos, concurso de crimes, crimes contra a fé pública, crimes contra o patrimônio e crimes contra a Administração Pública. 

Outros aspectos que merecem atenção redobrada são as leis 8.112/90 e 9.784/99, além da teoria dos motivos determinantes e da anulação e revogação de ato administrativo. É preciso atentar, também, para o poder de polícia e suas características, o poder hierárquico e abuso de poder dos servidores e o controle judicial dos atos. 

  • Noções de contabilidade:

A contabilidade também é um tema que deve ser estudado. É preciso ter noção sobre o conhecimento dos regimes, método das partidas dobradas, demonstrativos contáveis e contas patrimoniais e de resultado. 

Deve-se dar atenção especial à lei 6.404/1976 que é a lei das S.A. (Sociedades Anônimas), analisando a formação do capital e os conceitos de formação do capital das empresas. 

Dicas: como se tornar um Policial Rodoviário Federal

Se optou por fazer o concurso da Polícia Rodoviária Federal, é importante seguir algumas dicas para sair na frente da maioria. Abaixo, listamos 4 dicas arrasadoras de estudo para que você consiga ter os melhores resultados:

Atualize-se

É importante se atualizar sempre! Como em todos os concursos, é reservado uma parte para testar os conhecimentos da atualidade, portanto é necessário que você fique atento às principais notícias. Leia jornais, assista canais que falam sobre fatos importantes e use mídias online.

Contudo, é importante também observar o edital, quando for lançado, que estipula de qual época será cobrada a questão de atualidades, como por exemplo “primeiro semestre de 2018”.

Estude todos os dias

É importante montar uma rotina de estudos que facilite o seu cotidiano e ao mesmo tempo te ajude a manter os conteúdos em dia. Para estudar todo o conteúdo de um concurso e fixar as matérias, é muito importante que você tenha contato todos os dias e faça revisões constantes. Estando sempre em contato com o conteúdo da prova, será mais fácil se lembrar de detalhes no momento do teste, o que pode fazer você se sobressair sobre os demais!

Foque nas dificuldades

Fique mais atento aos conteúdos que você tem mais dificuldade, afinal serão necessárias mais horas de estudo para alcançar os mesmos objetivos. Faça revisões periódicas e não se esqueça de estudar, realizando exercícios relacionados ao conteúdo.

Crie uma rotina de exercícios físicos 

Outro ponto importante para esse concurso em específico é introduzir uma excelente rotina de exercícios físicos. A prova física é muito importante em sua aprovação e, para realizá-la com sucesso, é importante praticar sempre e adquirir condicionamento físico. 

Leia com atenção os requisitos relacionados ao condicionamento físico que estão no edital, estabeleça um treinamento condizente com as provas físicas e esteja preparado para ter resultados incríveis em sua avaliação. 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a profissão do PRF e como se tornar um, chegou o momento de planejar seus estudos e correr atrás da sua aprovação.

Se gostou do nosso texto sobre como se tornar um Policial Rodoviário Federal, deixe o seu comentário no post. Sua opinião é muito importante pra nós!