Praticamente todo concurseiro passa pelo dilema de não ter horas suficientes no dia para estudar. Especialmente entre quem trabalha, encontrar e aproveitar horários disponíveis é um desafio. E, para vencer esse obstáculo, a melhor solução é a gestão de tempo.

Com as técnicas adequadas, dá para melhorar o rendimento em busca da aprovação. Outra grande vantagem de utilizar essa gestão é que haverá mais tempo livre para dar conta de outras áreas, como a família e os amigos.

Quer aprender como fazer? Então leia este post e confira tudo o que você deve saber sobre gerenciamento de tempo:

Dicas de gestão de tempo

Apesar de parecer que há tarefas demais e tempo de menos, um concurseiro precisa usar as horas disponíveis da melhor forma. Ter um bom gerenciamento de tempo é uma tarefa totalmente possível ao seguir algumas dicas simples. Para utilizar ao máximo o tempo que possui, as recomendações incluem:

Saiba quanto tempo leva cada tarefa

Antes de sair se planejando ou mesmo de iniciar as tarefas, saiba quanto tempo leva para cumprir cada etapa. Embora cada disciplina tenha as suas próprias exigências, procure conhecer quanto tempo é necessário para concluir um capítulo, realizar alguns exercícios ou fazer uma revisão.

Em um dia normal, meça o tempo que demora para que a tarefa seja concluída e use esse valor de base. Isso dará uma visão de quanto tempo você gasta em relação ao quanto possui.

Comece pelas tarefas mais complicadas

Quando você começa a estudar, o seu cérebro está descansado e o seu corpo, bem-disposto. Depois de realizar a organização inicial, as tarefas difíceis devem ser feitas em 1º lugar devido ao foco aumentado.

Ao eliminar a matéria mais difícil das metas do dia, por exemplo, cumprir com o restante se torna menos complicado.

Porém, todas as tarefas que podem ser resolvidas imediatamente — como responder um e-mail ou baixar um material de aula — devem ser feitas. Isso dá um senso de realização e impede interrupções.

Foque-se em uma coisa por vez

Quem faz mais de uma tarefa por vez é, normalmente, 40% menos produtivo, 50% mais lento e 50% menos assertivo. Como não dá para colocar em risco os seus estudos, é melhor fazer 1 coisa por vez.

Prefira se dedicar inteiramente a cada matéria e cada etapa para, só então, partir para as próximas execuções. Isso permitirá melhor absorção de cada conteúdo, além de aumentar o rendimento.

Aproveite o tempo livre

Por falar em rendimento, se te falta tempo para estudar, então você deve criá-lo. E isso é possível ao aproveitar cada momento que possui livre e no qual possa estudar.

Na hora que estiver no transporte público, por exemplo, pode aproveitar para fazer uma leitura. Se estiver no carro, ouvir vídeos ou dicas é uma ótima escolha.

Mesmo uma sala de espera pode ser um bom lugar para estudar um pouco, caso o tempo no local seja meramente desperdiçado.

Deixe espaço para imprevistos e interrupções

Ao mesmo tempo, não dá para confiar que o dia vai acontecer exatamente como o planejado. Imprevistos acontecem e consomem tempo e, ao não considerá-los, o risco de perder produtividade é grande.

Diante de atrasos e interrupções, muita gente vê o próprio planejamento se descontrolar, perdendo a motivação e levando a uma bola de neve.

Para evitar, considere sempre que haverá alguma situação imprevista ou indesejada e que fará com que você perca um pouco do tempo. Isso facilita a organização e oferece maior controle.

Elimine as distrações

Porém, isso não significa passe livre para procrastinar em vez de estudar. É indispensável manter o foco e, sendo assim, as distrações precisam ser eliminadas.

Abra mão de estudar perto da televisão ou do celular. Procure um local tranquilo para estudar e se mantenha focado na tarefa que estiver realizando.

A procrastinação só vai prejudicar todo o seu planejamento. Então, ela precisa ser combatida como uma grande vilã.

Ferramentas úteis

Para realizar essa gestão de forma adequada, algumas ferramentas são muito úteis. Elas garantem que os seus recursos sejam utilizados da melhor maneira, gerando tarefas que são finalizadas em menos tempo.

Essas ferramentas incluem recursos tecnológicos que podem servir para tornar o seu cotidiano conveniente. Entre elas, estão:

Agenda e calendário

É indispensável manter por perto uma agenda e um calendário. Graças a esses recursos, você poderá marcar todas as datas disponíveis para estudar, os horários de cada uma e definir qual é a meta de estudo diária.

Porém, nada disso precisa aparecer em sua versão física. O Google Calendar, por exemplo, pode ser acessado do computador ou de dispositivos móveis, de modo a estabelecer as suas tarefas.

O melhor de tudo é que ele pode ser integrado a várias outras ferramentas, o que permite sempre saber o que tem que ser feito a cada dia.

Aplicativos de anotações

Fazer anotações para poder vê-las em qualquer lugar é uma das melhores práticas para estudar de maneira consistente.

Sendo assim, dá para pensar em usar aplicativos de anotações, tal qual o Evernote. Com a sincronização entre dispositivos, dá para ver as suas informações importantes de qualquer lugar.

Também vale pensar em aplicativos para criar listas de tarefas, por exemplo. O Remember the Milk é um dos mais conhecidos, mas há várias outras opções que também oferecem total sincronização.

Flashcards e mapas mentais

Os flashcards consistem no resultado de uma técnica de estudo. Basicamente, você escreve perguntas em um cartão e as respostas no verso. Ao longo do dia, ou nos horários livres, passa por uma revisão sobre o tema.

Os mapas mentais, por sua vez, usam símbolos, formas, cores e associações para criar um resumo de alta potência. Sendo muito visual, ajudam na memorização de conteúdo.

Mas o que isso tem a ver com gestão de tempo? Tudo! Ao usar essas ferramentas, você aproveita ao máximo o tempo disponível para revisar e fixar melhor os conteúdos.

Bloqueadores de distrações

Já que eliminar as distrações é tão importante, você pode utilizar algumas ferramentas que te ajudam nisso.

O StayFocusd é uma extensão para o Google Chrome que permite que bloqueie alguns sites, determinando um pequeno tempo para que cada um seja acessado. De maneira parecida, há o Productivity Owl e o LeechBlock para o Mozilla Firefox.

Para guardar aquele artigo interessante e ler depois, sem gastar tempo além do que deveria, o Pocket é uma solução. E, para descobrir onde o tempo está sendo gasto on-line, o Rescue Time oferece uma visão completa de cada página.

Todos esses recursos impedem que as distrações atrapalhem os seus estudos, de modo a contribuir para a produtividade.

Agenda e prioridades

O que também contribui para ser mais produtivo é a ação de maneira prioritária. Ao dar a atenção necessária para as tarefas importantes, você evita que a pressão tome conta da sua atuação rumo à aprovação.

Em vez de deixar para estudar aquela matéria complicada nos últimos dias com máxima urgência, vale organizá-la em uma agenda e manter prioridades. Isso tem a ver com a organização e faz toda a diferença para que os seus estudos tenham o foco adequado.

Para acertar em cheio, coloque em prática as seguintes ações:

Monte uma lista com as tarefas do dia

Em vez de guardar tudo o que tem que fazer de cabeça, monte uma lista de tarefas do dia, a famosa to-do list. Ela deve incluir tudo o que deve ser feito no dia para continuar com o seu planejamento de estudos.

Selecione, também, todas as tarefas que podem não ter a ver diretamente com isso, mas que vão consumir o seu tempo de alguma forma. Ao completá-la, há total visibilidade sobre o que precisa ser feito especificamente no dia.

Organize-as de acordo com prioridades

Em seguida, priorize todas essas etapas. Se você fica muito tempo sem revisar um conteúdo, é possível que comece a esquecê-lo. Sendo assim, pode ser mais importante revisar uma determinada área do que começar a outra logo de cara.

Se a prova está se aproximando e você ainda não fez um simulado, essa pode ser a prioridade do dia ou, então, assistir a uma aula ao vivo de um curso.

A partir desse tipo de avaliação, identifique o que é prioritário e organize as tarefas partindo das mais urgentes para as menos urgentes.

Estabeleça um horário de início e de finalização

Para melhorar o controle do uso do tempo, o ideal é estabelecer horários para o início e para o encerramento de cada etapa. Obviamente, podem acontecer desvios, mas fazer isso oferece organização.

Ao terminar essa etapa, você terá um roteiro completo do que fazer para concluir o dia com sucesso, sabendo qual tarefa deve ser realizada a seguir. Ao final, será possível garantir que tudo o que era mais urgente foi realizado conforme o necessário.

Não sobrecarregue a agenda

Ao mesmo tempo, isso não pode significar sobrecarregar a agenda. Colocar uma grande quantidade de tarefas urgentes para o mesmo dia ou mesmo não respeitar o tempo necessário para realizá-las compromete os resultados.

O ideal é observar o tempo disponível em cada dia e procurar fazer o possível, mas sem excessos. Isso faz com que haja motivação para a conclusão de tarefas, contribuindo para uma gestão otimizada.

Mentiras e verdades sobre gerenciamento de tempo

Quando as pessoas ouvem o termo “gestão de tempo”, é comum que formem uma imagem que nem sempre é a realidade. Especialmente quem está acostumado a realizar as coisas com prazos apertados e a agir unicamente pela pressão encara essa gestão de uma ótima inadequada.

Desconstruir mitos é uma tarefa necessária para melhorar a utilização de todos os recursos. Para te ajudar nisso, veja a seguir mitos e verdades que merecem atenção:

Ter uma rotina organizada economiza tempo

Verdade. Ao dedicar um tempo para organizar a sua rotina e para agir conforme o que ela estabelece, é você quem sai ganhando. O seu tempo de estudo parece ter sido multiplicado e fica fácil dar conta de todos os pontos necessários.

Quanto mais organização e diligência houver, menos complicado vai ser conseguir encaixar as tarefas no tempo disponível, o que melhora os seus estudos.

Organização é sinônimo de perda de liberdade

Mentira. Ao mesmo tempo, muita gente pensa que se organizar significa perder a liberdade ou se tornar escravo de ações que têm hora para acontecer.

A verdadeira escravidão, entretanto, é depender de brechas para cumprir com o que já deveria estar finalizado e deixar de aproveitar um tempo livre por ter procrastinado demais.

Você só tem a ganhar ao fazer uma gestão de qualidade e, ao final, ficará com mais tempo livre justamente devido ao aumento da produtividade.

Só há um jeito de realizar esse gerenciamento

Mentira. Cada pessoa é diferente e, com isso, possui necessidades e hábitos distintos. Sabendo disso, é impossível definir que um método de gerenciamento vai funcionar para todo mundo.

Não existe uma fórmula mágica para essa ação, e é preciso testar para identificar o que faz sentido para a sua realidade. A partir da avaliação dos seus resultados, você encontrará o que maximiza o desempenho.

O processo oferece resultados instantâneos

Mentira. Ainda que a gestão de tempo seja útil para aumentar a produtividade, ela não é instantânea. Ela, na verdade, tem a ver com a construção de hábitos, e isso leva tempo.

A consistência nesse momento é fundamental e vai determinar os seus níveis de sucesso. Ao criar uma rotina bem estruturada e que é mantida em médio prazo, os resultados começam a surgir e a se acumular.

Pausas ajudam a melhorar o uso desse recurso

Verdade. Não adianta lotar a sua agenda e pensar que estudar por horas a fio vai aumentar a sua produtividade. Pesquisas mostram o poder do descanso. Além disso, acredita-se que o cérebro trabalhe em ciclos de 90 minutos, no máximo.

Por isso, fazer pausas curtas ao longo do tempo ajuda no processo de aprendizagem e melhora a utilização dos recursos.

Técnicas úteis

A busca pela produtividade e pela melhor utilização do tempo não existe somente entre quem estuda em busca de uma convocação. Diante da necessidade de fazer com que as horas se multipliquem, muitas técnicas foram criadas.

Atualmente, elas são consagradas e podem se adaptar à sua realidade. Sendo assim, veja quatro possibilidades que podem te ajudar:

Pomodoro

Uma das mais conhecidas técnicas de gestão de tempo é a de Pomodoro. Ela se baseia em criar rajadas produtivas aliadas a períodos de descanso para maximizar o desempenho.

Para executá-la, você precisa de um cronômetro, que deve marcar, regressivamente, 25 minutos. Dê a partida assim que começar a executar a sua tarefa de estudo e mantenha a concentração total.

O objetivo aqui é não fazer nada além da tarefa durante 25 minutos seguidos — afinal, praticamente nada é tão urgente que não possa esperar esse pequeno período.

Se surgirem pensamentos que desviem a sua atenção, anote as tarefas que pretende realizar ao final do período.

Assim que ouvir o sinal sonoro, interrompa os estudos e faça uma pausa de 5 minutos. Após esse exato período, repita novamente o ciclo. Depois de fazer 4 ciclos de 25 minutos, pare por 10 ou 15 minutos e, então, retorne novamente.

GTD

Sigla para Getting Things Done, trata-se de uma das técnicas amplamente utilizada para gerenciar o tempo. Ela é dividida em 5 etapas, que são:

Coleta

Esse é o momento de definir tudo o que precisa ser feito em qualquer esfera do seu dia. A intenção é eliminar a preocupação ao anotar todas as tarefas para que não sejam esquecidas.

Processamento

Em seguida é feita uma análise. Tarefas muito simples são realizadas na hora, e as demais devem ser classificadas segundo a prioridade.

Organização

Nesse momento, elas são definidas em grupos. No caso dos estudos, é possível separar entre estudo, revisão e prática, por exemplo, ou então por disciplinas.

Execução

Segundo a ordem de prioridades, as tarefas são executadas de acordo com um fluxo de produtividade.

Revisão

As tarefas devem ser periodicamente revisadas, eliminando o que não é necessário, revisando prioridades e reorganizando a lista.

Kanban

Apesar de o Kanban ser voltado para o desempenho e produtividade, ele ajuda na organização e na administração do tempo.

Ele consiste em dividir um quadro em 3 partes:

  • tarefas a serem feitas;

  • tarefas em execução;

  • e tarefas concluídas.

Cada tarefa deve ser colocada em um post-it e colada na coluna inicial. Conforme as ações forem se desenrolando, a tarefa muda até chegar ao status de concluída.

Ao final do dia, o objetivo é ter todas as tarefas colocadas no último espaço. Ela ajuda na gestão de tempo porque oferece uma visão sobre o que ainda falta e dá motivação por mostrar o que já foi feito.

Gamificação

A gamificação consiste em transformar as tarefas em etapas, como de um jogo, no qual há uma recompensa para cada uma que for concluída. Essa é uma estratégia muito utilizada em empresas e que pode te dar motivação para estudar.

É o caso de se oferecer 10 minutos de descanso para cada capítulo finalizado. Há quem ofereça como recompensa pequenos alimentos e outros elementos que disparem esse sistema de recompensa do cérebro.

Se quiser melhorar ainda mais a sua atuação, há aplicativos e sites que oferecem uma gamificação completa de acordo com as tarefas que são concluídas.

O tempo de prova

Tão importante quanto administrar o tempo que usa para estudar e se preparar é gerenciar o necessário para realizar a prova. Isso vai evitar que você responda questões com pressa ou, pior ainda, que perca pontos por não realizar parte da prova.

Para poder colocar em prática todos os seus conhecimentos, siga essas orientações:

Faça treinamentos com o tempo limite

Já que a gestão de tempo é uma questão de prática, isso não é diferente em relação à realização da prova. Portanto, não abra mão de fazer treinamentos usando o tempo limite como base.

No próximo simulado completo que fizer, experimente usar o tempo que é dedicado à prova, nem 1 minuto a mais ou a menos. Você identificará as suas dificuldades e, com o treino constante, vai se adaptar para cumprir com o prazo.

Comece pela redação

No dia da prova, dê uma geral em todo o caderno de questões apenas para conferir que tudo está correto. Logo em seguida, passe para a redação.

Essa é uma dica importante porque, ao deixar a elaboração do texto para o final, as suas ideias estarão menos organizadas e será mais difícil elaborar uma linha de pensamento. Além disso, há riscos maiores de cometer erros que podem prejudicar a sua nota.

Leia o tema e os textos de apoio, faça um breve rascunho e elabore o texto. Uma vez que isso estiver finalizado, terá todo o tempo livre para a resposta das demais questões.

Deixe para depois as questões que não souber

Quando for responder às perguntas apresentadas, evite ficar parado naquelas que não souber ou que tiver dificuldade. Isso pode comprometer a sua segurança e a sua confiança, além de fazer com que sobre menos tempo para as que você tem certeza.

Ao se deparar com uma pergunta cuja resposta você desconhece, passe para a próxima. Depois de terminar todas as que considera fáceis, volte para revisar as complicadas, já que conhecimentos usados em outras questões podem ajudar na resolução.

Repita esse ciclo de sempre passar para a próxima em busca de uma com resolução mais fácil. Ao fazer isso, dá para evitar a situação de ficar uma grande sequência de minutos pensando sobre a mesma coisa.

Dedique um período para a finalização

Como você bem sabe, em um concurso não basta responder as perguntas, pois há o preenchimento do gabarito. Essa etapa também está incluída no tempo de prova. Então, deixe um período reservado para a finalização.

Nos últimos 20 minutos de prova, faça uma revisão completa das questões respondidas, confira se tudo está de acordo com o que você estudou e, em seguida, transfira as respostas para o gabarito.

Dessa forma, nada precisa ser realizado na pressa e não há o risco de errar por causa da falta de tempo para concluir a tarefa.

Agora que já sabe como aplicar a gestão de tempo, a aprovação ficará próxima de você. Para melhorar ainda mais as suas chances, assine a nossa newsletter e receba conteúdos completos na sua caixa de entrada.