Lei das Fake News - Entenda Como Ela Pode Cair Nos Concursos Públicos

O PL 2.630/2020, mais conhecido como Lei das Fake News, foi apresentado no Senado Federal em maio de 2020, como forma de combater a disseminação de informações falsas e prejudiciais. A proposta foi definida como a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet.

Acompanhe esse artigo para saber em detalhes o que é Fake News, o impacto dessa lei na sociedade brasileira e como o assunto pode aparecer nos concursos públicos!

O que é Fake News?

A prática de espalhar informações falsas já existe há muitos séculos. O livro clássico de ficção distópica “1984” do autor George Orwell, publicado há mais de 70 anos, já abordou a questão de como a verdade pode ser manipulada e os perigos que isso gera para a população que fica cega pelas mentiras.

Apesar de sua recorrência, o termo “fake news” passou a ganhar mais destaque durante as eleições para presidência dos Estados Unidos em 2016, na qual Donald Trump foi eleito. O termo também ganhou força devido a popularização da internet, o que contribuiu bastante para a divulgação de conteúdos duvidosos. 

Atualmente, as fake news viralizam rapidamente ao redor do mundo graças ao domínio e ritmo desenfreado de compartilhamento das redes sociais. Favorecendo a divulgação de notícias falsas por meio desses veículos em rede e podem causar resultados negativos e afetar toda uma população. 

O conteúdo da notícia falsa gera muito interesse nas pessoas e acaba se tornando algo global, que vai passando de computador para computador, de celular para celular, tudo em questão de segundos. Como um vírus. E chama tanta atenção, que é estudado por sociólogos e conhecido como o fenômeno da pós-verdade. 

Esse conceito pode ser relacionado com o fato de que cada indivíduo tem uma tendência maior de acreditar naquilo que já concorda (consciente ou inconscientemente), portanto, passa  a ignorar outras possibilidades de críticas e confia cegamente nas informações recebidas, sem fazer análises mais aprofundadas.

Consequências das Fake News

Nesse contexto, a Lei das Fake News é relevante pois combate a disseminação de textos, vídeos, imagens e qualquer tipo de conteúdo falso que pode gerar muitos riscos para a sociedade e até incentivar o cenário político. 

Entre as consequências que uma fake news pode causar, pode-se citar o preconceito contra minorias, violência e até danos a saúde pública. Sendo este um tema que possui grandes chances de cair em provas e redações de concursos públicos.

O crescimento do movimento antivacina, por exemplo, ilustra como a disseminação de uma notícia falsa contribui para que as pessoas acreditem em mentiras que colocam a sociedade em perigo, inclusive seus entes queridos, tornando-os mais suscetíveis a certas doenças.

Impacto da Lei das Fake News

A Lei das Fake News é uma proposta do Senador Alessandro Vieira (Cidadania – SE) e passou por muitas alterações até ser aprovado, por meio de uma sessão virtual no dia 30 de junho, com 44 votos a favor e 32 votos contra, seguindo para tramitar na Câmara dos Deputados.

O projeto de lei estabelece normas, diretrizes e mecanismos de transparência para que provedores de redes sociais e de mensagens, como o Facebook e WhatsApp, por exemplo, possam garantir a segurança, liberdade de expressão, comunicação e manifestação do pensamento sem a disseminação.

Portanto, você pode citar em uma redação ou questão sobre o tema, a importância de mobilizar um esforço coletivo e constante para analisar as informações, filtrar as mensagens recebidas, verificar com calma as fontes, o que o conteúdo propõe, se o veículo tem credibilidade, a intenção do texto, o objetivo do autor e meio de comunicação. 

Como evitar Fake News?

Para evitar a propagação de notícias falsas, recomenda-se verificar:

  • se o site em que a informação está contida é confiável; 

  • a forma em que o texto está escrito (sites duvidosos costumam publicar conteúdo com erros de português, formatação, muitas letras em caixa alta, exagero de pontuação, etc);
  • o contexto de vídeos, áudios e imagens, para saber as circunstâncias em que foram produzidos e se o conteúdo é o original ou foi editado/manipulado;
  • se o conteúdo não é uma piada, ou seja, algo divulgado em tom irônico, justamente para tirar sarro do assunto.

Você pode citar nas provas de concursos públicos, caso a questão permita, todos esses cuidados e também outras dicas, como: 

  • procurar a mesma notícia em portais diferentes, de grande circulação e confiáveis, pois as notícias de impacto sempre estarão em todos os principais veículos de comunicação;
  • ler toda a matéria, não apenas o título;
  • identificar quem é o autor do texto;
  • conferir a data de publicação da notícia, pois mesmo que a informação seja real, porém muito antiga e fora de contexto, ela pode causar sérios problemas. 

Continue acompanhando o blog do Focus Concursos para aprender sobre os principais temas da atualidade e assista o vídeo completo para saber mais sobre as Fake News:

 

Seja um assinante do Focus Concursos e tenha sempre os conteúdos atualizados. Confira aqui os planos de assinatura ilimitada para concurso público.

 

Kaire Sena

Kaire Sena é Jornalista, formada pela UNIPAR - Universidade Paranaense desde 2006.

Pós-graduada “Lato Sensu” em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial – UNIVEL - União Educacional de Cascavel desde 2009. 
Com vasto conhecimento na área de concursos públicos, é gestora de conteúdo editorial no Focus Concursos.

Carregando...