Brasil Império — Descubra Como Estudar Sobre Este Período Antes Do Concurso

 

O Brasil Império é um período muito importante da história do nosso país. Portanto, geralmente, é um assunto que compõe as questões de vestibulares e concursos. Estudar sobre essa fase do nosso país é essencial para entender o contexto político, social e econômico da nação e também conseguir responder tranquilamente a prova. 

Continue lendo para saber mais detalhes!

Início do Brasil Império

Para entender melhor sobre o Brasil Império, é necessário relembrar a conjuntura da Revolução Francesa de 1789, em que a Europa passou por diversas mudanças estruturais na política e sociedade, garantindo direitos e ao mesmo tempo gerando muitos conflitos até o século XIX. 

Entre os embates, destaca-se a França, representada por Napoleão Bonaparte, que construiu um dos exércitos mais significativos da história do continente. Por outro lado, a Inglaterra, na época a principal potência econômica no século XIX e que possuía uma conexão diplomática bem estabelecida com o reino de Portugal. 

Mas então como isso afeta o Brasil Império?

Quando Napoleão instaurou um Bloqueio Continental que impedia os países europeus de continuarem suas relações comerciais com a Inglaterra, isso afetou diretamente Portugal e consequentemente, o Brasil. O reino português não queria aceitar as exigências da França, portanto, o imperador francês decidiu invadir o país.

Para evitar o pior, Portugal e Inglaterra secretamente entraram em um acordo. O objetivo era transferir com urgência a sede da monarquia portuguesa para bem longe de Napoleão, ou seja, levar a Corte para a sua maior colônia. 

Sendo assim, em janeiro de 1808, fugindo dos perigos impostos por Napoleão, a família Real fugiu para se estabelecer no Brasil. Em 1815, o país tornou-se oficialmente parte do Reino de Portugal, Brasil e Algarves. 

Para ir bem no concurso e responder as questões sobre esse período com confiança, primeiro, você precisa entender que o processo foi uma consequência da Era Napoleônica.

Entenda os impactos da vinda da Família Real para o Brasil

De acordo com historiadores, cerca de 10 a 15 mil integrantes da nobreza de Portugal embarcaram em navios para fugir das tropas de Napoleão. A mudança da Família Real para o Brasil resultou no fim do sistema colonial e também influenciou na independência. 

Isso porque o príncipe regente Dom João de Bragança, aprovou o “Decreto de Abertura dos Portos às Nações Amigas”, em 1808, dando fim ao “pacto colonial” e permitindo a abertura dos portos para que a colônia pudesse fazer comércio com outras nações europeias.

Além disso, foram criados alguns órgãos administrativos e instituições como:

  • Banco do Brasil; a emissão e circulação de papel moeda e créditos financeiros;

  • Academia Real de Belas Artes;

  • liberação da imprensa escrita (que antes era proibida);

  • circulação de muitos produtos ingleses na economia do país.

No entanto, com os anos, a camada de portugueses que ficaram em Portugal estava insatisfeita com a situação, e exigiu a volta do rei à metrópole para organizar o governo depois que as tropas francesas foram expulsas. 

Com medo de ser retirado do poder, D. João VI retornou a Lisboa, em 1821 e deixou o Brasil nas mãos de seu filho, Pedro de Bourbon e Bragança. O regente defendia ideais liberais e assinou decretos que reduziram impostos, o que não agradou a corte portuguesa. 

Uma das consequências dessas críticas foi a ordem para que D. Pedro retornasse a Portugal. Porém, com o apoio da elite agrária, em 9 de janeiro de 1822, houve o episódio que ficou conhecido como Dia do Fico, em que ele declarou: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto. Digam ao povo que fico!"

Depois de muitos desentendimentos e dificuldade em manter uma unidade entre Brasil e Portugal, Pedro declarou no dia 7 de setembro de 1822, a Independência do Brasil. Com isso, ele recebeu o título de Dom Pedro I, tornando-se imperador do país.

Conheça as fases do Brasil Imperial
 

O Brasil Império é dividido em três fases: 

 

  • Primeiro Reinado (1822-1831);

  • Período Regencial (1831-1840);

  • Segundo Reinado (1840-1889).

O Primeiro Reinado foi marcado por muitos conflitos, a população brasileira não estava satisfeita com a crise econômica, chegando ao ponto de Dom Pedro I abdicar ao trono em favor de seu filho, Dom Pedro II. Porém, na época ele tinha apenas cinco anos, portanto não podia governar. 

Com isso, veio o Período Regencial, no qual muitos movimentos separatistas surgiram, como os conflitos de Cabanagem, a Revolução Farroupilha, Sabinada e Balaiada.

Por conta da insatisfação popular e para trazer mais estabilidade para o país, houve o golpe da maioridade de D. Pedro II, que assumiu o poder aos 14 anos para dar fim ao Período Regencial, em 1840. 

Assim dá-se início ao Segundo Reinado, que perdura até o ano de 1889, quando há a Proclamação da República, em 15 de novembro. Um golpe de estado liderado por Marechal Deodoro da Fonseca, apoiado pelos republicanos e militares do Brasil.

Gostou de aprender sobre o Brasil Império? A história do país é um assunto que sempre está presente nos concursos, portanto, para continuar estudando, leia sobre o Brasil Colonial. 

Assista a aula completa sobre o tema:

 

Garanta sua Assinatura Ilimitada Focus Concursos e tenha acesso a mais de 1.200 cursos para concurso com material de acompanhamento em PDF. Acesse aqui e conheça nossos planos de assinatura. 

Kaire Sena

Kaire Sena é Jornalista, formada pela UNIPAR - Universidade Paranaense desde 2006.

Pós-graduada “Lato Sensu” em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial – UNIVEL - União Educacional de Cascavel desde 2009. 
Com vasto conhecimento na área de concursos públicos, é gestora de conteúdo editorial no Focus Concursos.

Carregando...