Como estudar para concurso público começando do zero!

A maioria das pessoas que querem uma carreira no funcionalismo público não sabe como iniciar uma rotina de estudos. É comum ter os mais variados questionamentos antes da preparação, seja concurseiro iniciante ou não. Afinal, esse é um projeto de vida que traz diversos benefícios quando bem realizado.

Muitas dúvidas são referentes ao desafio que é conciliar a rotina de estudos com o trabalho, faculdade ou qualquer outra atividade que demande tempo — além, é claro, da necessidade de se manter concentrado e motivado. Nesses e em outros casos é necessário ter em mente algumas estratégias antes de começar a, de fato, estudar.

Neste guia, o Focus Concursos selecionou os principais pontos que você precisa considerar para obter um desempenho satisfatório nos estudos para concursos públicos. Prepare-se!

Defina seus objetivos

Estar em busca de um objetivo é uma maneira simples de desenvolver um hábito, já que você será levado intuitivamente a se esforçar para alcançar o propósito. Sabendo disso, trazer essa lógica para os seus estudos pode ser a melhor ideia do seu dia!

Em primeiro lugar, você deve deixar claro quais serão os seus objetivos com os estudos. Ou seja, é fundamental que escolha o concurso que realmente deseja fazer. Além de ser uma maneira de economizar com taxas de inscrições, essa atitude te permite estudar de maneira mais direcionada para o que realmente vale a pena.

Saiba que cada concurso pode exigir conteúdos programáticos diversos. Se vai arriscar a sorte em três ou quatro concursos, sem estar devidamente preparado, você comprometerá outras atividades do seu dia sem a certeza de que está fazendo a coisa certa. Por isso, escolher o(s) concurso(s) conscientemente é muito importante.

Feito isso, as próximas metas que você precisa definir serão etapas para alcançar s aprovação. Nesse sentido, é importante criar metas diárias, semanais e/ou mensais para acompanhar o seu desenvolvimento e ritmo de aprendizado, seja levando em consideração horas de estudo ou quantidade de conteúdo visto.

Conheça as disciplinas exigidas

Tendo em mente o concurso que deseja prestar, é importante que você avalie a sua situação nas disciplinas comumente presentes na prova. Veja o que é preciso para fazer isso:

- Verificar os editais anteriores

Não é necessário esperar até a data de publicação do edital para conhecer as disciplinas mais recorrentes e dar início à rotina de estudos, uma vez que esse documento costuma ser publicado faltando poucos meses para o dia de prova. A melhor saída é ir atrás de editais de versões anteriores do concurso.

Fazer essa pesquisa pode ser confuso e cansativo, por isso é importante investir em cursos que façam essa curadoria por você. O Focus Concursos oferece preparatórios para diversas áreas de carreiras, sendo possível optar por assinar cursos específicos ou assinaturas que garantem acesso à todos os mais de mil cursos disponíveis na plataforma, com o benefício do seu curso ser 100% atualizado após a publicação do edital!

Conheça nossas assinaturas e planos!

- Avaliar o seu nível de dificuldade nas disciplinas

Não é raro encontrar alunos que estudam bastante áreas que já dominam e esquecem de áreas que não têm tanta facilidade. Você costuma fazer isso? Se sim, essa é uma boa hora de mudar de estratégia.

Lembre-se de que o resultado final do concurso pode ser decidido por detalhes. Logo, apresentar conhecimento suficiente para fazer uma boa prova em todas as áreas pode ser o que permitirá a sua aprovação.

Uma ótima maneira de se manter preparado é avaliando a importância de cada disciplina para o cargo escolhido e o nível de dificuldade para você. Saiba que alguns concursos trabalham com o sistema de pesos para cada área, o que pode influenciar na fase de estudos. 

- Metodologia de estudo

Escolher fazer um curso para se preparar é atualmente a opção mais vantajosa, uma vez que você terá a segurança de contar com materiais atualizados e organizados para facilitar o seu aprendizado. Sabendo disso, é melhor escolher um curso online ou presencial? 

Ensino EaD

O Ensino a Distância (EAD) é cada vez mais popular entre os concurseiros brasileiros e tem se mostrado cada vez mais necessário na realidade atual. Isso não é à toa: preparar-se para um concurso em casa apresenta diversas facilidades para a rotina de um estudante.

Por meio do ensino online, o concurseiro elimina gastos com transporte, tem a segurança e o conforto de estudar em casa, gerencia a sua rotina de estudos de maneira digital, monta o seu próprio cronograma de horários, pode estudar em qualquer lugar (precisando apenas de um dispositivo com acesso à internet para assistir às videoaulas) e desfruta de preços baixos — já que a instituição não tem gastos estruturais com o aluno, como cadeiras, ar-condicionado, materiais impressos etc.

Aulas presenciais

As aulas presenciais podem ser outra opção interessante. É importante também considerar que, nesse caso, será preciso desembolsar uma quantia para gastos com transporte, adaptar os seus horários às aulas e aproveitar esses momentos para tirar todas as dúvidas.

- Qual é a melhor forma para mim?

A metodologia escolhida dará o direcionamento dos seus estudos, por isso, é importante pensar sobre essa questão desde cedo. Podemos afirmar que não há uma resposta única para essa questão. É preciso avaliar as vantagens de cada modalidade e escolher aquela que mais se adapta às suas necessidades.

- Estabeleça seus horários de estudo

Um erro muito comum das pessoas que desejam aprender como estudar para concursos é não fixar horários durante a semana para se dedicar aos estudos. Uma preparação de verdade exige que você se empenhe não apenas quando estiver livre de festas ou outras maneiras de se entreter. Afinal, para que se crie o hábito, os estudos devem fazer parte da sua rotina.

Muitas pessoas precisam conciliar os estudos com outros compromissos diários. Por isso, um passo importante rumo à preparação de qualidade é avaliar os horários mais propícios do seu dia para estudar. Tenha em mente que a organização prévia permitirá que você tenha um maior controle sobre a situação. Veja como fazer isso:

- Avalie todas as ocupações diárias

Separe alguns minutos do seu dia para colocar na ponta do lápis o cronograma da sua vida. Ou seja, liste todas as suas atividades de domingo a domingo. Essa é uma ótima maneira de encontrar atividades supérfluas que você pode eliminar ou diminuir a recorrência e, assim, identificar todos os horários livres para estudar.

É fundamental fazer essa avaliação com cautela, considerando, de fato, tudo o que você faz que exige tempo na semana. Assim, não se corre o risco de se lembrar de um compromisso depois de tudo feito e prejudicar a sua nova rotina.

- Estude nos finais de semana

Caso não sobre muito tempo — ou nenhum — para estudar durante os dias úteis, a solução é se planejar para dedicar algumas horas dos finais de semana. Mesmo se você conseguir estabelecer bons horários de segunda à sexta, é recomendado que separe um período para os estudos no sábado e/ou domingo.

- Elabore um cronograma de estudos

Para elaborar um cronograma de estudos, é necessário que você esteja ciente dos seus horários disponíveis e do seu nível de dificuldade em cada disciplina exigida para o cargo escolhido no concurso. Afinal, não existe um cronograma único e mágico para alcançar a aprovação, uma vez que cada estudante conta com uma realidade diferente.

Sabendo disso, é possível adotar algumas estratégias para montar um cronograma dinâmico e personalizado. Abaixo, confira algumas técnicas.

- Intercale áreas diferentes

Estudar por horas seguidas uma única disciplina deixa a sua mente cansada e o seu corpo indisposto a continuar focado ao longo do dia. Por outro lado, ao quebrar o ciclo de estudos de uma mesma área, você torna o seu cérebro mais ativo, conseguindo absorver os assuntos com mais facilidade. Por exemplo:

Conhecimentos Gerais 08:00 às 10:00
Matemática  10:05 às 11:05
Língua Portuguesa 11:10 às 12:10

No exemplo acima, a disciplina de Matemática exige uma maior capacidade para calcular, diferentemente de Conhecimentos Gerais e Língua Portuguesa, que exigem maior capacidade para ler e interpretar textos.

- Não se esqueça dos intervalos

Assim como não intercalar áreas distintas pode ser prejudicial para o seu aprendizado, estudar durante 4 horas seguidas ou mais também pode dificultar os estudos. Por isso, é recomendado que entre as disciplinas haja pequenas pausas (como na tabela anterior), de 5 a 10 minutos. Assim, você pode fazer necessidades básicas sem preocupação.

Além disso, você pode fazer pausas maiores, de 1 ou 2 horas, para descansar a mente depois de acumular um período razoável de estudo.

- Regularidade da revisão

O recomendado é que você separe um dia na semana para revisar os conteúdos — é preferível que seja sábado ou domingo, porque assim você fica com os dias úteis para estudar normalmente. Reveja videoaulas, revise os PDF, utilize todas as ferramentas disponíveis nos cursos preparatórios 

Desse modo, você também pode estabelecer revisões quinzenais. Assim, os assuntos estudados na semana anterior poderão ser contemplados na sua revisão. Ao final do conteúdo programático, os materiais serão de grande valor para lembrar dos pontos principais faltando poucos dias para a prova.

- Tenha um local de estudos organizado

Engana-se quem acha que o ambiente não pode tornar qualquer atividade em si mais produtiva. A concentração é um dos principais benefícios provenientes de um ambiente organizado. Em relação à preparação para concursos, o local de estudos é um ponto crucial. A seguir, confira algumas dicas para garantir um ambiente de estudos produtivo.

- Estude com conforto

É muito importante investir no local de estudos. Afinal, é um ambiente em que você passará muito tempo. Procure ter uma cadeira adequada para o bom posicionamento das suas costas (evitando problemas de saúde), uma boa iluminação para não pegar no sono à noite, uma mesa que comporte todos os materiais confortavelmente, entre outras particularidades.

- Entenda como se motivar

A desmotivação é um sentimento comum entre os estudantes de concursos e pode ser proveniente de diversos motivos. Entre os mais comuns, está o desgaste físico e mental que a rotina de estudos acarreta.

Muitas vezes, isso acontece porque entramos no "modo automático". Ou seja, os nossos objetivos com os estudos diários começam a ser esquecidos aos poucos, por conta do esforço repetitivo que é a dedicação aos estudos.

- Orgulhe-se do seu desempenho

Normalmente, o estudante avalia o seu desempenho a partir do que ainda falta para chegar ao final do processo, sem se recordar do que já fez para chegar ao patamar ou nível de conhecimento que atualmente está.

Avaliar o que ainda falta é uma atitude importante, mas sem perceber a quantidade de conteúdo já estudado, a frustração pode virar uma realidade. Por isso, orgulhe-se do que você já estudou e crie forças para chegar ao final!

Esperamos que este guia de como estudar para concursos ajude você a atingir os seus objetivos. Lembre-se de que uma preparação antecipada permite que você coloque todas as estratégias em prática de maneira calma e planejada, o que te deixa na frente de milhares de candidatos. Por isso, comece o quanto antes!

Gostou das dicas? Clique aqui para conhecer uma assinatura pensada especialmente para você começar os seus estudos do zero! 

Matheus Vieira

Jornalista, graduado pela Univel Centro Universitário em 2016. Leitor e escritor assíduo, possui experiência com produção textual e marketing digital. 

Carregando...