Cuidado! Você pode ser eliminado do concurso

Alguns concurseiros iniciam a sua preparação antes da abertura do edital. No entanto, a grande maioria começa somente após a publicação e acabam se preocupando apenas com informações básicas como o prazo de inscrições, data da prova e o conteúdo a ser estudado. O deslize é o fato de não ler minuciosamente o edital, o que pode acarretar a eliminação do candidato no concurso por não atender aos requisitos. Confira o passo a passo de um concurso público.

Quantas etapas tem um concurso?

As etapas de um concurso público variam muito, no entanto, alguns possuem apenas uma etapa, a prova objetiva. Geralmente é constituída de 50 questões de múltipla escolha com 5 alternativas cada e a prova discursiva. 
 
Porém, alguns exigem ainda teste de aptidão física (TAF), prova oral, prova prática, prova de títulos, avaliação psicológica, avaliação médica e curso de formação profissional. 

Por isso, é extremamente importante ler minuciosamente todo o edital para não ser pego de surpresa. Alguma dessas fases pode ser apenas para somar na sua classificação, mas a maioria pode te eliminar do concurso que você tanto almeja. 

Prova objetiva

A prova objetiva está praticamente em todos os concursos. Podem ser de duas maneiras: múltipla escolha ou certo ou errado. 

Múltipla escolha: são as mais populares, geralmente são de 4 ou 5 alternativas e somente uma está correta. Neste tipo de prova não pode deixar questão sem resposta, fazendo com que o candidato se obrigue a chutar. 

Certo ou errado: para a maioria dos candidatos é o tipo de prova que mais assusta, pois se errar uma questão anula uma certa. Logo, se não tem certeza da resposta é melhor deixar sem resposta, desde que tenha respondido uma quantidade de questões que permita atingir a nota mínima exigida. 

Prova discursiva

A prova discursiva é a famosa redação. Muitos concursos públicos exigem esse tipo de prova e avaliam alguns aspectos, como: 
- escrita legível; 
- capacidade de desenvolver as ideias e os argumentos; 
- domínio da língua culta; 
- respeito às normas ortográficas; 
- fidelidade ao que propõe a questão; 
- coerência do texto. 

Teste de Aptidão Física (TAF)

Geralmente o teste de aptidão física (TAF) são para concursos na área policial para os cargos de agente, escrivão, papiloscopista, delegado e policial rodoviário federal. 

O TAF visa avaliar a capacidade do candidato para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de atividades físicas a que será submetido durante o CFP (Curso de Formação Profissional) e para desempenhar as tarefas típicas da categoria funcional. 

Como funciona o curso de Formação Profissional (CFP)

O curso de formação profissional (CFP) é a última etapa do concurso público e prepara o candidato especificamente para área no qual se inscreveu no concurso. No entanto, isso já não garante que assumirá o cargo. 

Durante o curso haverá aulas com conteúdo didáticos específicos da atividade do órgão e deverá atingir a pontuação mínima nas provas avaliativas. 

No decorrer do curso, o candidato recebe uma bolsa-auxílio. 

Prova oral

A prova oral é exigida em concursos na área jurídica como procurador, promotor de justiça, juiz, delegado e defensor público. 

A Banca de Examinadores avalia o candidato desde os conhecimentos das disciplinas, mas também seu comportamento e como lida com situações de questionamento, estresse e pressão. Além disso, são observados como expõe suas ideias, a capacidade de argumentar, postura e dicção, entre outros aspectos.

Prova prática

A prova prática de digitação é uma das etapas de alguns concursos públicos como para os cargos de escrevente ou escrivão da Polícia Federal (PF) e os Tribunais de Justiça. O intuito é avaliar a coordenação motora e agilidade do candidato na digitação de documentos oficiais. 

Concursos na área de tribunais como Tribunal Regional Federal (TRF) e Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ SP) também exigem e etapa de digitação. Outros concursos, como motorista e merendeira, por exemplo exigem prova prática voltada para a área em que o servidor irá atuar. 

Prova de títulos

A prova de títulos é uma etapa facultativa e não tem caráter eliminatório, ou seja, você não será reprovado se não tiver. 

No entanto, ganha mais pontos na classificação quem consegue atender aos requisitos da banca examinadora. 

Esses “títulos” exigidos são os diplomas de graduação e especialização que comprovam a sua formação educacional. 

Avaliação psicológica, exame médico e investigação social

A avaliação psicológica permite identificar a compatibilidade de características psicológicas do candidato com as atribuições do cargo pleiteado. 

Muitos candidatos não se preocupam com a fase dos exames médicos. No entanto, ela é obrigatória e de caráter eliminatório. Nessa fase, é avaliado se o candidato está apto ou não para a função. 

A fase de investigação social não é somatória, mas pode eliminar do concurso. A investigação coleta informações em relação à conduta social e profissional do candidato. 

O edital aparenta ser complexo, mas não é. Leia com calma, peça ajuda e não fique com dúvidas em nenhum item do edital, pois essa dúvida pode te levar a eliminação. 

Acompanhe o Focus Concursos nas redes sociais: Facebook, Instagram, Telegram, Youtube e Spotify.

Kaire Sena

Kaire Sena é Jornalista, formada pela UNIPAR - Universidade Paranaense desde 2006.

Pós-graduada “Lato Sensu” em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial – UNIVEL - União Educacional de Cascavel desde 2009. 
Com vasto conhecimento na área de concursos públicos, é gestora de conteúdo editorial no Focus Concursos.

Carregando...