Concurso Polícia Penal MG: edital em fase final. Vagas 2.420

O governador do estado de Minas Gerais, Romeu Zema, já autorizou a realização de novo concurso público para o Departamento Penitenciário de Minas Gerais, cargo de Policial Penal (concurso DEPEN MG).

Nesta terça-feira (13/10) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o secretário de Estado Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, general Mário Lúcio Alves de Araújo, falou que os trâmites estão adiantados e que o cronograma com as etapas do concurso está em fase de elaboração e por isso não pode haver a divulgação das datas neste momento.

"A única informação que posso dar é que haverá concurso. Qualquer coisa que eu adiantar será injusto com quem está esperando. Haverá transparência no momento adequado. Os trabalhos estão adiantados, mas não posso dar mais detalhes agora”, afirmou.

Durante a audiência na comissão de segurança pública, o secretário informou que serão ofertadas 2.420 vagas para o cargo de Policial Penal MG.

Uma vez que já foi autorizado, o próximo passo é a definição do nome da banca organizadora, que tende a ocorrer em breve, tendo em vista que a seleção já conta, inclusive, com comissão organizadora formada e quantitativo de vagas. QUER ESTUDAR POR UM CURSO ATUALIZADO E COMPLETO? - Leia toda a matéria e depois clique em "quero meu curso" . O Focus Concursos vai lhe oferecer um material completo e atualizado (Disponível, apenas, para os 50 primeiros). Não deixe de clicar na opção, para saber como ter o seu acesso!

 Você quer?...

Tenha seu ACESSO aqui AGORA  - O melhor completo.

Obs: Válido para os 50 primeiros.

Saiba como foi o último concurso

Concurso Polícia Penal MG: Das Vagas e Remuneração

O edital do último concurso foi para mais de 4 mil vagas para cadastro de reserva distribuídas em diversos municípios. A remuneração inicial é de  R$ 4.098,45, para 40 horas semanais. A organização do certame ficou a cargo da banca IBFC.

Concurso Polícia Penal MG: Das Fases do Concurso

Os candidato foram avaliados por meio de quatro etapas, sucessivas, são elas:

  1. Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório,
  2.  Análise de Títulos de caráter classificatório,
  3. Avaliação Psicológica de caráter eliminatório,
  4. Investigação Social, de caráter eliminatório e por fim o Curso Introdutório de caráter Eliminatório e Classificatório.

Prova Objetiva

A prova objetiva valendo 100 pontos, de caráter eliminatório e classificatório, teve 50 questões de conhecimentos básicos de Língua Portuguesa, Direitos Humanos,  Código de Ética e Estatuto do Servidor Público do Estado de Minas Gerais e Conhecimentos Específicos.

Análise de Títulos

A  Análise de Títulos, de caráter penas classificatória, ocorrerou para os candidatos que forem habilitados na Prova Objetiva. O candidato teve que preencher o formulário de análise de títulos disponível no endereço eletrônico da IBFC, durante um período e anexar as imagens dos documentos correspondentes.

Avaliação Psicológica

A Avaliação Psicológica de caráter eliminatório, consistiu na aplicação de um conjunto de procedimentos objetivos e científicos, que permite aferir a compatibilidade das características psicológicas do candidato com as atribuições da função.

Investigação Social

A Investigação Social, de caráter eliminatório, somente concorrerou à Comprovação de Idoneidade e Conduta Ilibada (Investigação Social) os candidatos que forem APTOS na Avaliação Psicológica. Para submeter-se à etapa de Investigação Social, o candidato deverá estar apto a fornecer dados relativos à qualificação pessoal, referências sociais, familiares e outras.

Curso Introdutório

Curso Introdutório de caráter Eliminatório e Classificatório, foram convocados para a realização do Curso Introdutório - 4ª Etapa de caráter Eliminatório e Classificatório os candidatos INDICADOS na 3ª Etapa e que estejam classificados dentro do limite estabelecido para cada RISP/GÊNERO, respeitados os candidatos empatados na última posição.

CONHEÇA O CURSO E BAIXE O ÚLTIMO EDITAL!

É hora de conquistar a sua vaga no Concurso Público.

Acesse o edital

Sobre o cargo

O cargo de policial penal é o antigo agente penitenciário, que foi transformado com a Emenda Constitucional (EC) 104, promulgada ano passado. O texto criou a Polícia Penal em todos os entes federativos. A EC visa a equiparação dos agentes penitenciários aos policiais (em poder de investigação, salários e benefícios, por exemplo), além da segurança dos estabelecimentos penais e escolta de presos (liberando a Polícia Civil e PM dessas atividades).

Do exercício da função:

Gerais: garantir a ordem e a segurança no interior dos estabelecimentos prisionais, desempenhando ações de vigilância externa e interna dos estabelecimentos prisionais, inclusive muralhas e guaritas, bem como em órgãos e locais vinculados ou de interesse do sistema prisional.

Específicas: Exercer atividades de escolta e custódia de presos; executar operações de transporte escolta e custódia de presos em movimentações externas, bem como de transferências interestaduais ou entre unidades no interior do Estado; realizar buscas periódicas nas celas; realizar revistas nos familiares e visitantes dos presos; prestar segurança a profissionais diversos que fazem atendimentos especializados aos presos nas unidades prisionais; conduzir presos à presença de autoridades; adotar as medidas necessárias ao cumprimento dos alvarás de soltura, obedecidas as normas próprias; informar ao preso sobre seus direitos e deveres de conformidade com o Regulamento e Normas de Procedimentos do Sistema Prisional de Minas Gerais - ReNP e demais normas vigentes; verificar sobre a necessidade de encaminhar presos a
atendimentos especializados; entregar medicamentos aos presos, observada a prescrição médica; prestar assistência em situações de emergência: primeiros socorros, incêndios, transporte de enfermos, rebeliões, fugas e outras assemelhadas; preencher formulários, redigir e digitar relatórios e comunicações internas; participar de comissões de classificação e de disciplina, quando designado; exercer outras atividades que vierem a ser incorporadas ao cargo por força de dispositivos legais.

A maioria das pessoas que querem iniciar uma rotina intensa de estudos tem dúvidas sobre como estudar para concursos. É comum ter os mais variados questionamentos antes da preparação, seja concurseiro iniciante ou não. Afinal, esse é um projeto de vida que traz diversos benefícios quando bem realizado.

Muitas das dúvidas vêm do desafio que é conciliar a rotina de estudos com o trabalho, faculdade ou qualquer outra atividade que demande tempo — além, é claro, dos anseios de se manter produtivo, concentrado e motivado. Nesses e em outros casos é necessário ter em mente algumas estratégias antes de começar a, de fato, estudar.

Focus Detalha...

Concurso Departamento Penitenciário de Minas Gerais (concurso DEPEN MG)
Banca organizadora A definir
Cargos Polícia Penal
Escolaridade a definir
Carreiras Segurança Pública
Lotação Minas Gerais
Número de vagas 2.420
Remuneração Inicial R$4.098,45 
Situação AUTORIZADO
Link do edital Clique aqui e confira o curso online e PDF do último edital 

 

 

MELHOR CURSO COMPLETO - POLÍCIA PENAL MG. Veja aqui!

 

Jefferson Henrique

Graduado em  Sistemas de Informação - Universidade de Salvador (UNIFACS).

Cursou também: Bacharelado em Ciências Exatas e Tecnológicas  - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); 

Engenharia da Computação - Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

Servidor Público na: Polícia Militar da Bahia e Secretaria de Educação (Prof. de Informática) 

Tem um vasto conhecimento em: Concursos Públicos, Marketing Digital, Gestão Empresarial.laugh

Carregando...