Concursos importantes estão previstos para Carreiras Policiais em 2019 como PF, PRF, DEPEN, PC-DF e outros

Apesar de encontrar alguns impasses, o ano de 2019 está mostrando que pode ser vantajoso para os concurseiros que pretendem ingressar nas Carreiras Policiais.

As grandes apostas estão justamente nos quatro maiores certames da área: Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) e Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF).

 

Polícia Federal

O final de 2018 ficou marcado pelo concurso da PF, com 500 vagas, refletindo também em 2019 e levantando o ânimo dos concurseiros. Inclusive autoridades já falam em novas contratações com uma turma para este ano e outra para 2020.

O principal argumento seria o déficit de servidores por conta, principalmente, das aposentadorias no período, além, é claro, do discurso sobre a necessidade de reforço da segurança pública no país.

A remuneração inicial de um policial federal é de aproximadamente R$ 11 mil.

Polícia Rodoviária Federal

Aproveitando o embalo está em andamento o atual concurso da PRF que, apesar de ter tido a abertura do edital no ano passado, está tendo grande parte das fases realizadas este ano. O certame vai contratar 500 novos policiais que além de terem ensino superior, precisam ser aprovados em todas as etapas para assumir o cargo com subsídio inicial de R$ 9.473,57.

As primeiras foram a Prova Objetiva e a Discursiva, aplicadas no dia 3 de fevereiro. Após o susto com a suspensão temporária do concurso, os candidatos classificados estão passando pelo Exame de capacidade física e, na sequência, terão as avaliações de Saúde, Psicológica e de Títulos para, aí sim, partirem finalmente para o curso de formação profissional.

Apesar do andamento do concurso já se fala em um nova seleção para 2019. Um forte argumento seria o déficit de policiais que segundo sindicalistas é de aproximadamente de 3 mil servidores, podendo chegar a 5 mil em 2022.


Concurso teve mais de 100 mil inscrições

O total de inscritos chegou ao número de 129.152 segundo o Cebraspe, banca organizadora do concurso, tendo o estado do Pará com a maior quantidade de candidatos: 12.700 pessoas para 81 vagas, o que corresponde aproximadamente a 156 inscrições por vaga.

Quer se preparar, ao mesmo tempo, para PF, PRF, DEPEN e PC-DF? Então, clique aqui!
Na sequência estão os estados de Goiás, com 12.605 inscritos para 27 vagas (466 candidatos por vaga) e Rio Grande do Sul, com 11.559 inscritos para 23 vagas (502 candidatos por vaga).

Em relação à maior concorrência por vaga, os três primeiros estados são Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia com 1056, 891 e 666 candidatos por vaga, respectivamente.

Já levando em conta os estados com o maior número de vagas ofertadas, temos Pará com 81 oportunidade, Rondônia com 74 e Mato Grosso com 57.

As 500 vagas do certame estão distribuídas entre 17 estados: Acre (17), Amapá (28), Amazonas (23), Bahia (17), Goiás (27), Maranhão (18), Mato Grosso (9), Mato Grosso do Sul (35), Minas Gerais (57), Pará (81), Piauí (22), Rio de Janeiro (10), Rio Grande do Sul (74), Rondônia (15), Roraima (23), São Paulo (19) e Tocantins (25).

 

 

Departamento Penitenciário Federal

 

Outro certamente que está na mira dos concurseiros é, sem dúvida, o DEPEN, como já foi citado acima, que teve sua última seleção realizada no ano de 2015. O mesmo segue com pedido de autorização para mais de 1,5 mil vagas em análise no Ministério da Economia com movimentações recentes.

Além do salário inicial atrativo, de aproximadamente R$ 6 mil, o concurso abre a possibilidade para candidatos com ensino médio completo e superior.

Outras particularidades que podem ser citadas como responsáveis pela grande procura pelos cargos do DEPEN são a gratificação de desempenho, auxílio-alimentação, o plano de carreira como um todo e o regime de horas trabalhadas que atualmente se encontra com 24h de plantão por 72h.

 

Polícia Civil do Distrito Federal

Tanto para quem está esperando pela nomeação ou por um novo concurso da PC-DF as notícias são excelentes, pois o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, veio a público em fevereiro para anunciar a equiparação salarial dos policiais civis com a Polícia Federal (PF). Desta forma, um delegado de carreira poderá ter um salário aproximado de R$ 30 mil.

E ainda, na mesma ocasião o governador aproveitou para comentar sobre a possibilidade de um novo concurso, possivelmente no mês de abril deste ano. A intenção é contratar 1,5 mil agentes e 300 escrivães.

Contudo, por aguardar parecer da Procuradoria acerca do Edital, o diretor-geral da PC-DF, Robson Cândido, destacou recentemente que a publicação deverá acontecer no mês de julho.

Os policiais civis do Distrito Federal já lutavam com o objetivo de terem o salário igualado à PF. O reajuste, que será de 37%, acontecerá em seis parcelas, sendo 15% em 2019, 13% em 2020, e o restante em 2021, com dois reajustes anuais, nos meses de abril e setembro.

Além disso, Ibaneis garantiu que se os salários da PF forem reajustados nos próximos três anos, será estudada uma nova atualização da proposta.

 

Outros concursos para Carreiras Policiais com expectativa para 2019

  • PC-PR: previsão de 35 vagas e cadastro de reserva para Delegado
  • PM-SC: 1.000 vagas anunciadas pelo governador;
  • DEAP-SC: expectativa de mais de 800 oportunidades;
  • PC-CE: expectativa de edital com 1.000 vagas
  • PC-AM: comissão definida e previsão para 424 vagas;
  • PM-AM: previsto edital com 681 oportunidades;
  • Bombeiro AM: expectativa para 228 vagas;
  • PC-MT: anunciada necessidade de novo concurso;
  • PM-MT: anunciada necessidade de novo concurso;
  • Bombeiro MT: anunciada necessidade de novo concurso;
  • PC-PA: Instituto AOCP será a banca organizadora do certame;
  • PC-RN: comissão já trabalha no concurso.

 

Entenda melhor a suspensão e a retomada do concurso da PRF

O Cebraspe divulgou a suspensão temporária concurso no dia 20 de fevereiro, justamente a data onde os candidatos esperavam a publicação do resultado das provas objetiva e discursiva.

O motivo seria o cumprimento de uma decisão proferida nos autos da Ação Popular nº 0819751-78.2018.4.05.8100, em trâmite da 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará.

Apesar do receio dos candidatos de que o concurso fosse cancelado, no dia 27 de fevereiro o Diretor-Geral da PRF, Adriano Marcos Furtado, trouxe alívio adiantando em sua conta no Twitter sobre a decisão. “Estou muito satisfeito por saber e poder informar a todos que o concurso para o cargo de Policial Rodoviário Federal foi retomado. Sempre bom dar boas notícias. Bom para a instituição, bom para você, bom para o Brasil”, escreveu.

Por fim, no dia seguinte (28/02) saiu a publicação com a decisão favorável para que o certame prosseguisse normalmente sendo que a banca aproveitou a data para publicar também o resultado final da prova objetiva e o resultado provisório da discursiva.

A causa para a decisão de suspensão seria a solicitação para que os locais de prova fossem ampliados e não se limitassem apenas nos estados onde estavam sendo ofertadas as vagas. Contudo, os locais de prova originais foram mantidos.

Isso pode ter ferido o entendimento de que as provas de concursos federais precisam acontecer em todos os estados e no Distrito Federal (DF).

Outro agravante dizia respeito ao fato de que os inscritos só poderiam cumprir as etapas de avaliação no estado onde seriam lotados, desde a prova objetiva até a última etapa, que antecede o curso de formação.

 

Carregando...