PC-AL: Governador garante concurso ainda em 2019

Se depender do governador de Alagoas, Renan Filho, vai ter concurso, SIM, para a PC-AL. Conforme declaração do chefe de estado na segunda-feira (27) em suas redes sociais, haverá certame ainda em 2019 para suprir a demanda da corporação. As oportunidades, segundo ele, serão para os cargos de Delegado e Agente de Polícia. Renan Filho anunciou ainda concurso para a Perícia Oficial.

“Segurança Pública se faz, sobretudo, com investimentos em inteligência, com mais presença nas ruas e com mudança de postura. Esse é o nosso trabalho. Fortalecer a Polícia Civil e a Perícia Oficial vai elevar a capacidade investigativa que, ao meu ver, é fundamental no sentido de quebrar a roda do crime, que é alimentado sempre pela impunidade”, destacou o governador.

                                                 QUER FAZER PARTE DA PC-AL? CLIQUE AQUI E ESTUDE COM OS MELHORES!

Como o concurso já está autorizado e em planejamento desde abril, o anúncio oficial com a publicação do edital deverá sair no próximo semestre. A estimativa de vagas, porém, ainda é um mistério. Em março deste ano, o governador já havia anunciando 500 vagas para a PC-AL, no entanto, o Sindpol (Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas) acredita que seja insuficiente e trabalha para aumentar esse quantitativo.

A Polícia Civil de Alagoas tem atualmente 1.600 servidores, entre delegados e agentes. Contudo, 600 deles já podem solicitar a aposentadoria, ou seja, é emergencial a realização de um novo concurso.

ÚLTIMO CONCURSO

Os alagoenses estão sem concurso para a PC-AL desde 2012. O último certame, que teve como banca organizada o Cebraspe, abriu 400 oportunidades, sendo 240 para agentes, 120 para escrivães e 40 para delegados.

  • Agentes  e escrivão - R$ 2.071,80 
  • Delegado - R$ 12.593,22
                                                      QUER A VAGA? ESTUDE COM OS MELHORES!

CARGOS
Para se candidatar ao cargo de delegado, é imprescindível ser graduado em Direito. A carga horária é de 40 horas semanais. Dentre as funções estão: executar atividades de direção, de supervisão, de coordenação, de planejamento, de orientação, de execução e de controle da administração da polícia judiciária, bem como das investigações e operações policiais, além de instaurar e presidir procedimentos policiais.

Em relação ao cargo de agente, é exigido a conclusão do curso de nível superior – qualquer graduação -, além de CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A jornada é de 40 horas semanais. Sobre as atividades, estão: executar investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, bem como desempenhar outras atividades de interesse do Órgão.

Não espere o edital ser publicado, comece agora a sua preparação.

Kaire Sena

Kaire Sena é Jornalista, formada pela UNIPAR - Universidade Paranaense desde 2006.

Pós-graduada “Lato Sensu” em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial – UNIVEL - União Educacional de Cascavel desde 2009. 
Com vasto conhecimento na área de concursos públicos, é gestora de conteúdo editorial no Focus Concursos.

Carregando...