TJ-SP: Mais de 5 mil escreventes estão prestes a se aposentar nos próximos 6 meses e déficit se agravará

O quadro de servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo está prestes a ficar extremamente defasado. Isso porque, conforme divulgado, mais de 5,3 mil escreventes judiciários preenchem os requisitos para se aposentar nos próximos seis meses, o que reforça a necessidade emergencial de um concurso para o cargo. Embora nem todos os servidores se aposentem de fato, o dado é preocupante porque o TJ-SP já conta com déficit de profissionais atualmente, visto que há 3.372 vagas para o cargo que não estão preeenchidas. Em outras palavras, o déficit de profissionais é grave! 

Apesar de não ter a confirmação de um novo certame, os concurseiros de plantão já estão ligados que, diante dessa notícia, é importante já iniciar os estudos até que, enfim, o edital sejá publicado. Vale destacar que a preparação antecipada é essencial para quem quer ficar no topo da lista de aprovados e garantir a nomeação. 

Concursos anteriores

Os últimos concursos realizados para o TJ-SP ocorreram nos anos de 2017 e 2018. O cargo, em ambas as situações, foi para escrevente técnico judiciário. Em 2017, foram abertas 590 vagas para lotação na 1ª Região Administrativa, com sede na capital São Paulo, e em cidades da 4ª Região Administrativa Judiciária, com sede em Campinas. Em 2018, por sua vez, a oferta foi menor, de 235 vagas para lotação em cidades 2ª, 3ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª e 10ª Regiões administrativas judiciárias.

Apesar das especulações fortíssimas, o órgão ainda não confirmou a possibilidade de realizar um novo processo seletivo, mas concurseiros de todo o Brasil já estão se preparando.

O cargo: escrevente judiciário

O concurso do TJ-SP gera bastante interesse entre os concurseiros, por conta dos inúmeros benefícios. Dentre eles, a remuneração inicial de R$ 4.706,53 por uma jornada de 40 horas de trabalho por semana. Somado a isso, o servidor ainda recebe auxílio-alimentação de R$ 990,00, auxílio-saúde de R$ 330,00 e auxílio-transporte de R$ 167,20, chegando a um total de mais de R$ 6,1 mil.

Com base nas informações do último edital, os requisitos para se candidatar ao cargo são: ensino médio completo e idade mínima de 18 anos.

PROVA

A prova objetiva do último concurso público realizado para o TJ-SP era formada por 100 questões, distribuídas nas disciplinas:

  • Língua Portuguesa
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Direito Processual Civil
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Normas da Corregedoria Geral de Justiça
  • Atualidades
  • Informática
  • Raciocínio Lógico
  • Matemática
  • Avaliação com prova prática de formatação e digitação em computador.

Em relação ao trabalho desempenhado, compete ao escrevente as atividades organização dos serviços que envolvam as funções de suporte técnico, dar andamento em processos judiciais e administrativos, atender ao público interno e externo, elaborar e conferir documentos, controlar a guarda do material de expediente e entre outras.

Gostou das informações? Compartilhe com seus amigos em suas redes sociais! 

Kaire Sena

Kaire Sena é Jornalista, formada pela UNIPAR - Universidade Paranaense desde 2006.

Pós-graduada “Lato Sensu” em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial – UNIVEL - União Educacional de Cascavel desde 2009. 
Com vasto conhecimento na área de concursos públicos, é gestora de conteúdo editorial no Focus Concursos.

Carregando...