Concurso INSS é URGENTE!

Entre os mais aguardados deste ano, espera-se que o possível concurso do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) oferte 7.888 vagas, conforme solicitação feita ao Ministério do Planejamento.  O novo concurso INSS e a chamada de excedentes da seleção do Instituto Nacional do Seguro Social de 2015 são desejos do novo presidente do INSS, Edison Garcia. 

Em nota técnica enviada ao Ministério do Planejamento neste mês, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltou a pedir, com urgência, autorização para o aumento do número de vagas no concurso público para recomposição do atual quadro de servidores. A nova nota atualiza os dados da solicitação que já havia sido feita entre outubro do ano passado e março deste ano, ratificando a imediaticidade do provimento de aprovados no concurso do edital de 2015 e pede ainda autorização para um novo concurso.

Confira abaixo a nota técnica do INSS

Em vez de 7.580, o instituto solicita 7.888 vagas ao ministério, para serem preenchidos por meio de novo certame, além da convocação de 2.580 excedentes do concurso vigente.

Conforme a nota, mesmo com os certames realizados em 2011, 2013 e 2015, a recomposição não tem sido proporcional ao número de evasões. Sem conseguir atender à grande demanda do público que busca os benefícios do Seguro Social, o INSS entrou com ação junto ao Ministério Público para obter autorização de aditivo de 50% das vagas ofertadas no concurso público vigente (o de 2015, que tem validade de até dois anos e expira em agosto de 2018).

EDITAL VERTICALIZADO INSS 2018 – BAIXE GRÁTIS!

Você deve estar se perguntando “mas o que é um edital verticalizado?”. Com todos os assuntos que costumam ser cobrados no concurso, o edital verticalizado é uma publicação que vai te ajudar a não se perder nos estudos e ir organizando os conteúdos que você já estudou ou não.

BAIXE AQUI AGORA – EDITAL VERTICALIZADO – INSS

Nele, você encontrará planilhas com os assuntos estruturados em tópicos. E, ao lado, há colunas para você atualizar quais desses conteúdos você já se dedicou com base no material ofertado pela Focus Concursos (videoaulas, livro, caderno de questões e revisões). Com isso, você pode assinalar um X no que já finalizou e controlar seu rendimento para saber onde precisa se esforçar. Nós da Editora Focus Concursos preparamos a série #FOCALIZADO, que reúne editais dos principais concursos públicos. 

Portaria publicada – Concurso INSS 2018 

Por meio do Ministério do Desenvolvimento Social , foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 24/05, a portaria nº 2.178, de 23 de maio de 2018  que subdelega ao Presidente do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS competência para a prática de diversos atos ligados ao quadro de pessoal do INSS. Dentre elas, o provimento de cargos efetivos do respectivo Quadro de Pessoal, em decorrência de habilitação em concurso público. 

Confira o texto da portaria abaixo na íntegra:

PORTARIA Nº 2.178, DE 23 DE MAIO DE 2018

O MINISTRO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL, em conformidade com o art. 3° do Decreto n° 8.821, de 26 de julho de 2016, tendo em vista o que dispõe o Decreto n° 8.949, de 29 de dezembro de 2016, e, ainda, consoante a Lei n° 13.341, de 29 de setembro de 2016, no âmbito do Instituto Nacional do Seguro Social, resolve:

Art. 1º Subdelegar ao Presidente do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS competência para a prática dos seguintes atos:

I – nomeação, exoneração, designação e dispensa de titulares de cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1 e 2 e de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1 e 2;

II – designação e dispensa de substitutos eventuais dos titulares dos cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, nível 3 e de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, nível 3;

III – designação e dispensa de titulares de Funções Comissionadas Técnicas – FCT, de Funções Gratificadas – FG, nos órgãos de sua assistência direta e imediata;

IV – designação e dispensa de substitutos eventuais dos titulares dos cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1 e 2, de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1 e 2, nos órgãos de sua assistência direta e imediata;

V – provimento de cargos efetivos do respectivo Quadro de Pessoal, em decorrência de habilitação em concurso público, salvo os casos previstos em legislação específica; e

VI – de que trata o art. 4º do Decreto no 3.644, de 30 de outubro de 2000.

Parágrafo único. A subdelegação de que tratam os incisos I e II não se aplica aos cargos inerentes a estrutura da Diretoria de Saúde do Trabalhador – DIRSAT e da Diretoria de Orçamento, Finanças e Logística – DIROFL, inclusive unidades descentralizadas vinculadas nas Superintendências Regionais e Gerências Executivas.

Art. 2º Subdelegar competência aos Diretores de Saúde do Trabalhador e de Orçamento, Finanças e Logística, no âmbito de suas respectivas áreas de atuação, inclusive unidades descentralizadas vinculadas nas Superintendências Regionais e Gerências Executivas, para praticar os seguintes atos:

I – nomeação, exoneração, designação e dispensa de titulares de cargos em comissão do Grupo – Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1 e 2 e de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1 e 2;

II – designação e dispensa de substitutos eventuais dos titulares dos cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1, 2 e 3 e de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1, 2 e 3; e

III – designação e dispensa de titulares de Funções Comissionadas Técnicas – FCT, e de Funções Gratificadas – FG.

Art. 3º Subdelegar competência aos Diretores de Benefícios, de Atendimento e de Gestão de Pessoas, ao Procurador-Chefe da Procuradoria Federal Especializada junto ao INSS, ao Auditor-Geral e ao Corregedor-Geral, no âmbito de suas respectivas áreas de atuação, para praticar os seguintes atos:

I – designação e dispensa de titulares de Funções Comissionadas Técnicas – FCT, e de Funções Gratificadas – FG; e

II – designação e dispensa de substitutos eventuais dos titulares dos cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1 e 2, de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1 e 2.

Art. 4º Subdelegar competência aos Superintendentes Regionais, no âmbito de atuação, para praticar os seguintes atos:

I – designação e dispensa de titulares de Funções Comissionadas Técnicas – FCT, e de Funções Gratificadas – FG; e

II – designação e dispensa de substitutos eventuais dos titulares dos cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1 e 2, de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1 e 2, e de Funções Gratificadas – FG.

Art. 5º Subdelegar competência aos Gerentes-Executivos para, no âmbito de atuação, praticar os seguintes atos:

I – designação e dispensa de titulares de Funções Comissionadas Técnicas – FCT, e de Funções Gratificadas – FG; e

II – designação e dispensa de substitutos eventuais dos titulares dos cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores – DAS, níveis 1 e 2 de Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE, níveis 1 e 2 e de Funções Gratificadas – FG.

Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação.

Art. 7º Fica revogada a Portaria nº 2.162, de 18 de maio de 2018.

ALBERTO BELTRAME

 

Quer receber Aulas e  Materiais Gratuitos? Então não perca tempo! Basta clicar aqui agora  powerSliderIcon

São revisões, intensivos, eventos, aulões ao vivo,  simulados, editais verticalizados, caderno de questões gabaritadas e muito mais. Totalmente gratuito para você acessar e utilizar como achar melhor! Agradecemos o seu feedback nos comentários deste post🙂

 

Falta de servidor pode paralisar atendimento em agências!

Ainda conforme o superintendente, existem agências em que o déficit de profissionais chega a 40%, sendo estes os maiores gargalos em excesso de agendamento e demanda para poucos servidores. Além disso, a maioria já está em idade de se aposentar, o que pode agravar o problema de atendimento.

De acordo com dados do órgão, do total de 2.100 servidores em todo o estado do Rio, para atender 106 agências, que fazem cerca de 50 mil atendimentos por mês, sem levar em conta as perícias médicas, o déficit total de mão de obra chega a 30%, ou seja, o INSS precisaria de pelo menos 700 servidores a mais para atender o trabalhador com maior eficácia.

Uma solução…  😕 

Sobre a convocação de concursados, o superintendente informou que foi solicitado que chamassem 50% do total de vagas do último concurso, ou seja, 450 novos servidores. Cirino disse ainda que nos últimos 12 meses a instituição perdeu 1.200 servidores, metade deles do Rio de Janeiro. “É muita coisa e isso prejudica o serviço. Acho que a convocação sai e a expectativa é bastante positiva”, acrescentou.

Curso geral Focus Concurso

Confira o documento – Nota técnica com pedido das vagas. Baixe aqui! 

O que estudar?

Com essa previsão do certame em 2018,  a recomendação é de que os interessados em realizar o concurso já comecem a se preparar, uma vez que os conteúdos e consequentemente as questões, são bem complexas, o que exige um bom tempo de estudo, pois somente os candidatos mais preparados conseguem a aprovação. Confira aqui o material completo para seus estudos!

-Materiais de acompanhamento: Disponíveis na área do aluno para download, nas aulas em que o material for necessário;

-Assiste ilimitadas vezes as videoaulas, dentro do prazo de acesso;

-Player de aceleração de videoaulas: você estuda no seu tempo. Com um pouco de treino, você pode ir aumentando a velocidade e a compreensão ao mesmo tempo. Ganhe tempo e conteúdo.

Obs: Ao sair o próximo edital, caso ocorram alterações, você receberá as atualizações sem nenhum custo. Além disso, nossas aulas possuem visualizações ilimitadas, ou seja, se você ficar com alguma dúvida ou quiser rever alguma aula, você poderá fazer isso quantas vezes quiser! (dentro do período de acesso do seu curso).

VOCÊ QUER UM PLANO DE ESTUDOS?

O plano de estudos é uma maneira de organizar as matérias, o tempo de estudo, as formas e as técnicas adequadas com a rotina. É como um guia até o dia da prova, com objetivo de auxiliar o estudante a completar metas de forma planejada, sem postergação e com melhor rendimento.

Afinal, para o dia do concurso há necessidade de grande foco e preparo anterior, considerando as exigências de cada teste, o horário para realizar a prova e a quantidade de questões, uma exigência difícil de conciliar com o dia a dia corrido, rotina de trabalho e uma série de compromissos recorrentes.

Receba agora:  Plano de estudos de concurso público – O manual completo para fazer o seu

A PREPARAÇÃO QUE VAI MUDAR SUA A VIDA!

Considerando que nem todos têm a oportunidade de acessar um bom curso preparatório e ter acesso a amplo material, excelentes professores especializados em concursos, revisões e simulados, suas chances aumentam.

A preparação passa por várias etapas, desde as escolhas de qual concurso prestar e a que cargos concorrer, fundamentando essas escolhas em similaridades entre os concursos e funções almejadas, para otimizar a carga de matérias para estudo.

Agindo assim, você terá mais chances de êxito. Suas chances aumentarão se você puder dedicar mais tempo aos estudos, minimizando o desgaste gerado pelo deslocamento para aulas presenciais, sem contar nas despesas com o próprio deslocamento e alimentação.

Um curso preparatório online pela modalidade EAD (Ensino a Distância) lhe oferecerá essas vantagens, além de possibilitar que você acesse seu material de estudo de onde você estiver e quando puder, sem limitações para a quantidade de vezes que você quiser assistir a uma videoaula.

Outras vantagens são a disponibilização de simulados, correções, revisões e algumas matérias específicas oferecidas gratuitamente nos casos de cursos regulares.

Estas vantagens possibilitam impulsionar o ciclo do aprendizado que consiste em aprender, exercitar, corrigir e acertar. Esse ciclo deve ser bem executado pelo aprendizado, prática em exercícios e simulados, correções e revisões, culminando com a assimilação correta do conteúdo.

Por fim, a boa notícia é que as expectativas de melhor remuneração, estabilidade e possibilidades de sucesso estão vivas e com boas perspectivas de realização até o final deste ano.

Protocolo do novo concurso Avança

No mês de fevereiro, o pedido teve avanços significativos no Ministério do Planejamento. Agora, a solicitação já está sendo analisada pela Assessoria Técnica e Administrativa do gabinete do ministro Dyogo Oliveira. O avanço ocorreu logo após o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, Francisco Lopes, informar que reiterou ao Ministério do Planejamento a necessidade de que os pedidos de novo edital e de chamada de excedentes da seleção de 2015 sejam autorizados

processo inss

Das Vagas e Cargos

Do total de oportunidades requeridas pelo órgão ao Ministério do Planejamento, pelo menos 7.580 são para a abertura de novo concurso público em 2018. De acordo com o documento serão ofertadas:

  • Técnico do Seguro Social
    • Vagas: 3.984 Vagas,
    • Escolaridade: Nível médio,
    • Remuneração inicial: R$ 5.344,87.
    • Jornada de Trabalho: 40h semanais
    • Atribuições: O cargo tem missão de realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica; coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres; e exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS, além das atividades comuns mencionadas no edital. 
  • Analista – diversas especialidades
    • Vagas: 1.692 
    • Escolaridade: Nível superior na área
    • Remuneração inicial: R$ 7.954,09.
    • Jornada de Trabalho: 40h semanais
  • Perito Médico
    • Vagas: 2.212 
    • Escolaridade: Nível superior em medicina
    • Remuneração Inicial: R$ 10.616,14.
    • Jornada de Trabalho: 40h semanais
    • Atribuições: O cargo deverá exercer, privativamente, no âmbito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Ministério da Previdência Social (MPS), as atividades Médico-Periciais inerentes ao Regime Geral da Previdência Social de que tratam as leis, em especial a: I – emissão de parecer conclusivo quanto à capacidade laboral para fins previdenciários; II – inspeção de ambientes de trabalho para fins previdenciários; III – caracterização da invalidez para benefícios previdenciários e assistenciais; e IV – execução das demais atividades definidas em regulamento. Os ocupantes do cargo de Perito Médico Previdenciário poderão executar, ainda, nos termos do regulamento, as atividades Médico-Periciais relativas à aplicação da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990;

Outro ponto que potencializa ainda mais a abertura do concurso é com relação ao número de aposentadorias que tende a crescer e inviabilizar os serviços da instituição. Além de que, a falta de servidores nas agências da Previdência Social pode levar à paralisação do atendimento em algumas dessas unidades, de acordo com nota técnica elaborada pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Na realidade, já faz algum tempo que as pessoas vêm esperando pela abertura de novos concursos no órgão, já que atualmente em todo o país observa-se uma considerável defasagem de servidores, que acaba comprometendo a qualidade dos serviços prestados à sociedade, que representam uma demanda bem grande.

Conheça a trajetória de sucesso do aluno Renan Locatelli, a maior nota na gerência executiva de Cascavel-PR. Renan é aluno Focus do curso presencial. Assista ao vídeo e entenda como ele atingiu seu objetivo

Último concurso

O concurso anterior teve o resultado final divulgado no dia 20 de junho de 2016. O objetivo do certame era contratar 950 novos profissionais. Do total, 150 oportunidades eram para Analistas e as 800 para Técnico do Seguro Social. A banca organizadora foi o Cespe.

Nesta seleção as oportunidades foram para os estados de: São Paulo, Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

 

Nosso post sobre os concursos de 2018 foi valioso para você? Siga-nos nas redes sociais — FacebookInstagram e Youtube  e receba mais conteúdo de qualidade!

 

                                                                                                                                       Jornalista: Hilza Cordeiro