Conhecimento nunca é demais. Porém, se você é estudante e está se preparando para concursos, sabe que ser fiel a essa frase exige muito esforço.

São horas de estudo substituindo momentos de lazer — e ainda com risco de não conquistar os resultados ideais ou concluir metas de estudo, gerando uma frustração compreensível, porém, solucionável.

Para ajudar você a dar um up na sua rotina, preparamos dicas sobre ferramentas, métodos e aplicativos para estudar, com produtividade e ótimos resultados para todos os seus testes. Confira estas dicas e turbine seu aprendizado!

Veja a tecnologia como sua aliada

Se já usamos a tecnologia em nosso dia a dia, por que não a aplicar na rotina de estudos?

Notebooks e computadores de mesa são ótimos para acessar conteúdo online, montar projetos, desenvolver exercícios, cursos, videoaulas ou mesmo se conectar com outros estudantes para trocar dicas e ideias e criar relações de qualidade.

Nessa vertente, encaixam-se os smartphones e tablets, que oferecem acessibilidade fora de casa, aproveitando, por exemplo, o trajeto de ônibus depois da faculdade, o intervalo entre aulas ou uma eventual janela na grade horária.

Outro destaque são os e-readers, voltados exclusivamente para a leitura, e sem comprometer a visão, pois simulam o papel físico. Temos Kindle, Kobo e Lev como exemplos de e-readers com cada vez mais adeptos.

Busque formatos diferentes de conteúdo

Mesmo que artigos e textos sejam indispensáveis e possam ser acessados de várias formas, o ensino já tomou outras proporções.

Para aproveitar 100% do que é disponível e otimizar seus estudos, experimente sair do papel.

Há opções de videoaulas gratuitas ou cursos com ótimo custo/benefício, muitas vezes te direcionando para o concurso ou processo que deseja prestar, oferecendo certificados e dando dicas de estudo complementar.

Aplicativos como o Focus Concursos já adequaram os acessos, e agora o internauta pode assistir às videoaulas dos cursos escolhidos na mesma tela do material de apoio, acompanhando as explicações. Também, canais no próprio YouTube postam vídeos com dicas diárias, tutorial e exercícios nas mais variadas áreas do conhecimento.

Outra possibilidade é o uso de podcasts, que desenvolvem temas variados e podem ser ouvidos enquanto você caminha ou se exercita.

Aproveite a variedade de aplicativos para estudar

Uma opção diferente é escolher aplicativos que trabalhem com essa mesma proposta de fixação de conteúdo “além textos”. Afinal, há apps desenvolvidos para testar conhecimento, agilizar o raciocínio ou mesmo ajudar no pensamento lógico.

Como exemplo, separamos algumas opções para você!

Aplicativos para apoio em línguas estrangeiras

  • Duolingo: oferece tradução e ajuda com a pronúncia de 10 idiomas, desde o inglês até a opção em sueco. Esse aplicativo é diferenciado pela possibilidade de definir metas diárias e exercícios, evitando que o internauta postergue as tarefas;

  • HiNative: o HiNative é um aplicativo que usa conhecimento e diversão a partir dos pequenos desafios que apresenta. Esses desafios acompanham o nível de conhecimento na língua escolhida, além de opções em pronúncia e questões básicas sobre o idioma.

Aplicativos para conhecimentos gerais

  • Perguntados: um dos apps mais baixados na categoria “conhecimentos gerais”, o Perguntados mescla jogos e conteúdo, com rodadas de perguntas e respostas em múltipla escolha com categorias que vão desde filmes e séries até história, geografia, literatura e matemática;

  • QuizUP: com mais de 250 categorias, o QuizUP investe na contagem de pontos a partir de respostas certas, com possibilidade de jogar infinitas vezes em uma única categoria ou variar. Ao mostrar a resposta correta, o jogador memoriza o conteúdo.

Aplicativos para raciocínio lógico

  • Fit Brains Trainer: oferece treinamentos para melhorar concentração, raciocínio rápido e lógico e aprimorar a memória. Além de prático e útil, é visualmente atrativo e fácil de usar.

  • Little Things Forever: com esse aplicativo, você “brinca” de detetive, com objetivo de encontrar pequenas peças dentro de um cenário montado. Assim, a proposta é estimular foco e concentração, além de percepção rápida de acordo com seu objetivo.

Lembre-se: organização é fundamental

Não adianta separar ferramentas, artigos, videoaulas e afins se você não consegue colocar tudo em dia. A organização é necessária para cumprir metas de estudo, portanto, ferramentas que ajudem com compromissos e tarefas podem ser a salvação para uma agenda cheia.

Uma opção muito boa para ajudar com etapas e atividades é o Trello. No site, os quadros podem ser montados de acordo com assunto e subdivisões que você cria.

É possível reservar um quadro para cada dia e acrescentar tarefas, mudando, por exemplo, entre “em andamento”, “revisadas”, “reprovadas”, “finalizadas” e facilitando a check-list final.

Você também pode usar aplicativos para listas, como o Wunderlist e o Evernote; o Pocket, para salvar textos e notícias para ler depois; ou mesmo o Timeful que te auxilia a determinar prioridades em tarefas e identificar os momentos ociosos do dia que podem ser aproveitados.

Uma observação importante é a opção de mapas mentais e fichas de consulta rápida, uma boa pedida em momentos de revisão.

O objetivo é retomar reflexões e conteúdo a partir de uma ideia central, que pode ser repassada para o celular, por exemplo, por meio de ferramentas de anotação ou sites mais complexos, como o Xmind, que traça todas as conexões a partir da ideia central. Assim, você consegue estimular sua memória e raciocínio.

Encontre técnicas para a produtividade

O resultado perfeito de um dia produtivo é chegar ao final da noite com a sensação de dever cumprido. A produtividade é complementar à organização, sendo o ponto que conecta todas essas dicas. Afinal, é preciso escolher opções e extrair seu potencial de estudo a partir delas. Para isso, há ferramentas e métodos para otimizar sua produtividade que valem ser citados.

Um exemplo é o app Forest, que, além de trabalhar com tarefas, é mais atrativo e visual. A ideia é “plantar uma sementinha” que cresce a partir do final de 30 minutos, tempo para completar uma tarefa. Essa ferramenta é ideal para manter o foco e deixar sua sementinha virar uma árvore.

Outra opção é o direcionamento para métodos como o Pomodoro, que consiste em tarefas de 25 minutos (1 pomodoro), separadas com intervalos de 5 a 10 minutos. Nesses 25 minutos, é preciso concentração 100% na tarefa, evitando redes sociais e focando o prazo.

O GTD (Getting Things Done) é outro método com o mesmo objetivo. Ele é dividido em: pontuar as tarefas a serem feitas, analisar cada uma, organizar a lista final e desenvolvê-las uma a uma, com foco para resultados de qualidade e otimização do seu tempo.

Curtiu essas dicas de ferramentas e aplicativos para estudar e melhorar sua performance? Então assine nossa newsletter e receba conteúdo atualizado e exclusivo!