Uma das carreiras mais procuradas pela maioria dos brasileiros é a de servidor público. Além da estabilidade oferecida pelo cargo, existem outras vantagens que tornam essa alternativa um sonho de muitas pessoas.

Entretanto, não é possível ser aprovado em um concurso sem o devido estudo. Muitos abandonam seus empregos e investem tudo para serem aprovados. Em contrapartida, outras pessoas não têm acesso aos estudos e não têm a menor possibilidade de passar alguns meses sem trabalhar, por conta das despesas de casa.

Sendo assim, surge uma grande discussão: por que não investir na democratização no ensino para concurso? Por que apenas algumas pessoas podem ter acesso a esse tipo de oportunidade?

Anos atrás, o Governo Federal passou a utilizar o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) como forma de entrada nas universidades. O principal objetivo dessa prática foi aumentar o acesso ao estudo, permitindo que pessoas que passaram por dificuldades concorram em condições iguais com quem teve todas as oportunidades. E o concurso público, como fica?

Interessou-se pelo assunto? Então, continue a leitura deste artigo e entenda a importância da democratização no ensino para concurso.

Oferecer maior igualdade

O primeiro benefício da democratização no ensino para concurso é oferecer maior igualdade entre os concorrentes. A maioria não tem tempo para estudar e se preparar adequadamente, o que implica em notas baixas e chances remotas de aprovação.

Podemos afirmar que o processo será mais justo se todas as pessoas tiverem condições iguais para estudar e se preparar. Além disso, os resultados tendem a ser melhores, pois os aprovados serão os mais capacitados e preparados e não os que tiveram tempo para focar nos estudos, em detrimento de outras atividades.

É válido ressaltar que o processo de aprovação pode ser modificado. Oferecer maior igualdade aos candidatos pode propiciar a aprovação de pessoas mais preparadas e que possam ter um trabalho que vá ao encontro das necessidades do órgão.

No caso de um concurso para a Polícia Federal, por exemplo, os aprovados poderão ter maior facilidade para compreender as necessidades do cargo e, assim, obter resultados em menor tempo e gastando menos recursos.

Prover o acesso para maior quantidade de pessoas

Outra necessidade a ser sanada pela democratização no ensino para concurso se dá em aumentar o número de pessoas que conseguem acessar os conteúdos. Uma maneira interessante e que já é utilizada em todo o planeta é o Estudo a Distância (EAD).

Essa modalidade de estudo é bem vista em vários países, mas no Brasil ainda está engatinhando. Muitas faculdades já disponibilizam algumas matérias, mas encontrar cursos renomados e que tenham a confiança do mercado de trabalho não é uma tarefa muito fácil.

Já em termos de concursos públicos, já existem várias empresas que estão investindo nos cursos EAD. As vantagens são imensas, tanto para o aluno quanto para a instituição. O aluno não perderá tempo se deslocando pela cidade e poderá aproveitar melhor as aulas, uma vez que não haverá uma presença obrigatória, marcada em dias e horários específicos.

O aluno pode escolher o melhor horário do dia para realizar seu estudo e, assim, conquistar seus objetivos. Essa flexibilidade também pode ser evidenciada na rotina dos professores, que não poderão gravar as aulas e apenas disponibilizá-las aos estudantes. Certamente, vale a pena optar por um curso preparatório a distância, não é mesmo?

Encontrar cursos de qualidade

Seguindo o raciocínio, uma boa preparação é essencial para a aprovação em concursos públicos. Logo, procurar por cursos de qualidade será de grande valia. Contudo, uma maneira de conseguir a democratização no ensino para concurso se dá por meio de cursos de qualidade a preços acessíveis, concorda?

Obviamente, encontrar uma opção que atenda ambas as premissas não é nada fácil. Como supracitado, existem empresas no mercado que são especializadas em concursos públicos, oferecendo opções presenciais e a distância.

Existem cursos EAD em três modalidades: ao vivo direto da sala de aula, gravados em sala de aula e gravados em estúdio. As duas últimas opções representam alternativas já conhecidas, onde o aluno poderá assistir o curso no momento em que for mais conveniente.

Já a primeira opção obriga o aluno a assistir as aulas no exato momento em que elas ocorrem, oferecendo a possibilidade de sanar dúvidas e prestar atenção a informações pertinentes, que podem ser obtidas por meio da interação professor-aluno.

Acessar cursos com maior facilidade

Por fim, mas não menos importante, a democratização no ensino para concurso deve ser capaz de permitir que os alunos acessem os cursos com maior facilidade. O ensino a distância é uma alternativa considerável e amplamente utilizada, principalmente pela praticidade.

Muitos candidatos deixam de prestar alguns concursos por conta do ensino precário. Algumas cidades do interior não possuem cursos preparatórios ou, se possuem, a qualidade não é o destaque.

Sendo assim, torna-se possível oferecer aos alunos cursos preparatórios em qualquer lugar do país, por meio de cursos online. Assim, o acesso ao conteúdo se torna mais fácil, a igualdade entre os candidatos aumenta e um maior número de pessoas poderá concorrer ao pleito.

Logo, a democratização no ensino para concurso será bem vista por todos. Os alunos terão maiores oportunidades, o que torna o processo mais justo. O Governo e a população terão os melhores e mais capacitados profissionais ocupando cargos importantes no setor público.

Assim, afirma-se que o resultado será extremamente benéfico. O serviço público apresentará resultados melhores. Além disso, as pessoas escolherão as provas de acordo com suas habilidades, em vez de fazer por fazer.

Buscamos, ao longo desse artigo, explicar a importância da democratização no ensino para concurso, principalmente para melhorar a qualidade da prestação dos serviços e para oferecer maior igualdade a todos os candidatos. Essa é a única maneira de tornar o processo justo e imparcial.

E aí, gostou do nosso artigo? Sabe de outras pessoas que gostariam de entender mais sobre a democratização do ensino para concurso? Então compartilhe este artigo em suas redes sociais. Vamos lá!

Quer saber também o que estamos fazendo efetivamente em prol da democratização do ensino para concursos público no Brasil? Clique aqui!