Com tantas opções disponíveis no mercado, nada mais natural do que ter um impasse no momento de escolher o melhor curso preparatório para concurso. Não há dúvida que o comprometimento e a dedicação do candidato fazem toda a diferença na trajetória rumo à aprovação, porém, o cursinho também tem um papel vital nesse processo.

Para ajudá-lo a solucionar esse dilema, reunimos abaixo alguns aspectos que devem ser avaliados antes de bater o martelo. Levando em consideração o conteúdo a seguir, sem sombras de dúvidas você conseguirá tomar uma decisão sábia sobre qual o curso preparatório para concurso ideal para você. Confira:

Reputação da instituição de ensino

O primeiro passo para obter êxito na escolha é pesquisar sobre a instituição de ensino pretendida. Veja quanto tempo ela está no mercado, se o CNPJ está ativo e se existe um endereço fixo. Não pare por aí. Se o cursinho for presencial, vale a pena checar as instalações antes de fechar o contrato.

Além do mais, procure por dados na internet. Lembre-se de que, no mundo contemporâneo, basta apenas alguns cliques para ter acesso a informações relevantes. Verifique, por exemplo, as avaliações feitas pelos usuários nas redes sociais. Não se esqueça também de conferir se a empresa não é foco de opiniões negativas no Reclame Aqui.

Os cursos onlines também devem ser investigados. Esses cuidados não garantem que a instituição seja idônea mas diminui, e muito, o risco de você cair em alguma armadilha.

Metodologia de ensino

Outro item que merece atenção redobrada é a metodologia de ensino utilizada pelo curso preparatório para concurso. Enquanto algumas instituições optam por um ensino mais tradicional, outras buscam meios lúdicos para facilitar o aprendizado. Como se pode imaginar, aqui não existe um certo ou errado. O concurseiro deve se conhecer bem e saber com qual linha ele se identifica mais e consegue melhores resultados.

Acredite: você vai encontrar diversas propostas no mercado e nem todas serão compatíveis com o seu jeito de pensar e agir. Então, certifique-se de conhecer a metodologia dos cursinhos pretendidos. Se você gosta mais de aulas dinâmicas, não caia no erro, por exemplo, de selecionar uma instituição que prioriza um método clássico e vice-versa.

Material didático

A base de um bom estudo está na explicação do professor, na leitura de materiais de apoio e na realização de atividades. Dessa forma, o conteúdo será fixado com mais facilidade e o aprendizado será consolidado. Não à toa, é fundamental verificar a qualidade das apostilas fornecidas pelo curso preparatório

Veja se elas contemplam o conteúdo trabalhado em sala ou nas videoaulas e se possuem um caderno de exercícios e simulados. Vale lembrar ainda que o material deve ser atualizado. Afinal, você não quer correr o risco de usar como base fundamentos ultrapassados e que já nem estão mais em vigor, não é mesmo?

Essa é uma questão séria, principalmente para concursos da área jurídica. Lembre-se de que a cada dia surgem novas leis e que as atuais regras podem sofrer alteração, como é o caso da Lei Trabalhista. Por isso, é importante conferir a qualidade do material. 

Qualificação profissional

Tão importante quanto pesquisar a metodologia de ensino adotada é analisar a qualificação profissional dos professores. Nesse sentido, procure saber melhor sobre o quadro acadêmico. Certifique-se de que o time de docentes é realmente gabaritado e possui as devidas competências para ministrar as aulas — seja presencial ou virtual. Analise o currículo dos professores, conhecendo a capacitação técnica e, claro, a formação.

Uma dica é entrar no LinkedIn e também no Lattes. Nessas plataformas, você conseguirá encontrar informações relevantes, tendo mais noção da qualificação profissional dos professores. Cuidado, porém, para não ser influenciado somente por esse aspecto. Afinal, existem ótimos profissionais que não possuem uma bagagem tão extensa.

Não se esqueça ainda de averiguar a didática usada pelos instrutores. Amigos que buscam se tornar um servidor público podem ajudar. Basta solicitar a opinião deles em relação aos cursinhos. Com certeza, eles vão proporcionar uma noção melhor sobre as instituições. 

Conteúdo programático

Em alguns casos o cursinho pretendido atende todos os aspectos citados, mas não possui uma grade curricular compatível com o certame. Por isso, antes de escolher a instituição, você deve ter em mente qual é a área de atuação do concurso. Se é, por exemplo, para o setor administrativo, educacional, bancário, segurança pública, saúde, operacional, fiscal ou outros.

Mas não é só isso. É fundamental ler atentamente o edital e verificar quais são as matérias que serão cobradas no exame. A partir disso, busque por um cursinho que é direcionado para o certame. Além do mais, observe a carga horária das aulas, certificando-se de que os professores conseguirão abordar todo o conteúdo em tempo hábil. 

Plataforma

ensino online tem conquistado cada vez mais adeptos, principalmente aqueles que precisam conciliar estudo e trabalho. O motivo é simples: com tantas obrigações diárias, mais do que nunca, os concurseiros buscam por estratégias capazes de otimizar o tempo e maximizar os resultados. É nesse cenário que o estudo virtual se destaca. Poder acessar a qualquer momento o conteúdo, eliminar várias horas no trânsito e diminuir preços com transporte e alimentação são apenas alguns dos benefícios desse formato. 

Porém, como nem tudo é um mar de rosas, o estudante precisa ter certeza de que a plataforma disponibilizada pelo cursinho é moderna e funcional, caso contrário ele não conseguirá obter os resultados esperados. Nesse sentido, veja a qualidade dos vídeos e a eficácia do sistema de atendimento ao cliente. Analise também se a plataforma é responsiva. 

Outro ponto que deve ser avaliado é a interatividade. Afinal, nada pior do que ter uma dúvida e não conseguir contato com um professor para solucioná-la, concorda? Portanto, quando for fechar o contrato, questione o responsável sobre esse fator. Pergunte se existe a possibilidade de conversar com os instrutores — seja por e-mail ou por um chat online. Ao avaliar todos esses aspectos, você conseguirá encontrar um cursinho que supra todas as suas necessidades, aumentando assim as suas chances de conquistar uma vaga.

Agora que já sabe como escolher o melhor curso preparatório para concurso, que tal aprender a se organizar melhor? Gostou da ideia? Então, leia na íntegra o nosso manual com um plano de estudos para concurso.