O que estudar para o concurso INSS 2021?

.news-box .news-text-box .news-text ol li, .news-box .news-text-box .news-text ul li {
color: black !important;
}

O coração do concurseiro chega a bater mais rápido diante de qualquer novidade em relação ao concurso do INSS. De acordo com informações do órgão, o pedido de autorização do concurso será protocolado junto ao Ministério da Economia até 31 de maio de 2021. Sendo autorizado, os preparativos podem ser iniciados ainda este ano, para que o edital seja divulgado em 2022.

Confira a nota do INSS:

“(…) A estimativa é, até maio de 2021, ter concluído o dimensionamento e planejamento de recursos humanos de médio e longo prazo, que permitirá a programação de concursos a partir de 2022, quando acabam os contratos dos temporários.”

O último pedido para um novo concurso aconteceu 2018 e foram solicitadas mais de 10 mil vagas, pois era o déficit na época. Estima-se que no próximo certame esse quantitativo de vagas seja aumentado, dessa forma, como citado anteriormente, o déficit é de mais de 23 mil cargos vagos. Dito isto, queremos saber: você vai esperar o edital ser publicado para estudar? Adquira agora mesmo o melhor curso preparatório do BRASIL. 

Quais os cargos vagos que têm no INSS?

Conforme dados do Governo Federal, de fevereiro de 2021, no INSS há 20.421 cargos ocupados e 23.367 cargos vagos. No tocante ao cargo de Técnico do Seguro Social, de acordo com os dados publicados em fevereiro de 2021, há 14.184 cargos ocupados e 20.047 cargos vagos.

Já em relação ao cargo de Analista do Seguro Social, há 4.202 cargos ocupados e 2.372 cargos vagos.

O que cai na prova do INSS para Técnico?

Para você que busca uma vaga neste concurso, é imprescindível saber quais matérias caem na prova do INSS, para que desta forma, as chances de passar aumentem. De acordo com o último edital, foram cobradas 120 questões objetivas, do tipo CERTO ou ERRADO, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos das seguintes disciplinas:

  • REGIME JURÍDICO ÚNICO E ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO:

Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal: Decreto nº 1.171/1994 e Decreto nº 6.029/2007. REGIME JURÍDICO ÚNICO: 1 Lei 8.112/1990 e alterações, direitos e deveres do Servidor Público.  O servidor público como agente de desenvolvimento social.  Saúde e qualidade de vida no serviço público.

  • NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL:  

Direitos e deveres fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. Administração Pública (artigos de 37 a 41, capítulo VII, Constituição Federal de 1988 e atualizações).

  • NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO:  

Estado, governo e Administração Pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios.  Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios.  Organização administrativa da União; administração direta e indireta.  Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa.  Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder.  Ato administrativo: validade, eficácia; atributos; extinção, desfazimento e sanatória; classificação, espécies e exteriorização; vinculação e discricionariedade. Serviços Públicos: conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização.  Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. Lei nº 23 8.429/1992 (sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função da administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências). 9 Lei n°9.784/1999 (Lei do Processo Administrativo).

  • LÍNGUA PORTUGUESA:  

Compreensão e interpretação de textos.  Tipologia textual.  Ortografia oficial. Acentuação gráfica.  Emprego das classes de palavras.  Emprego do sinal indicativo de crase.  Sintaxe da oração e do período.  Pontuação.  Concordância nominal e verbal.  Regências nominal e verbal.  Significação das palavras.  Redação de correspondências oficiais (conforme Manual de Redação da Presidência da República).

  • RACIOCÍNIO LÓGICO:

 Conceitos básicos de raciocínio lógico: proposições; valores lógicos das proposições; sentenças abertas; número de linhas da tabela verdade; conectivos; proposições simples; proposições compostas.  Tautologia.  Operação com conjuntos.  Cálculos com porcentagens.

  • NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 

Conceitos de Internet e intranet. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática.  Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações utilizando-se a suíte de escritório LibreOffice.  Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows 7 e 10.  Noções básicas de ferramentas e aplicativos de navegação e correio eletrônico.  Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados. 14.2.1.4.

  • DIREITO PREVIDENCIÁRIO E DIREITO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL:

Seguridade Social.  Origem e evolução legislativa no Brasil.  Conceituação.  Organização e princípios constitucionais.  Legislação Previdenciária.  Conteúdo, fontes, autonomia.  Aplicação das normas previdenciárias.  Vigência, hierarquia, interpretação e integração.  Regime Geral de Previdência Social.  Segurados obrigatórios.  Filiação e inscrição.  Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial.  Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição.  Trabalhadores excluídos do Regime Geral.  Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário.  Financiamento da Seguridade Social. Receitas da União.  Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes.  Salário-de-contribuição.  Conceito.  Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. Limites mínimo e máximo.  Proporcionalidade.  Reajustamento.  Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social.  Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil.  Obrigações da empresa e demais contribuintes.  Prazo de recolhimento. Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. Decadência e prescrição. Crimes contra a Seguridade Social.  Recurso das decisões administrativas. Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios.  Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado.  Lei nº 8.212/1991 e alterações.  Lei nº 8.213/1991 e alterações.  Decreto nº 3.048, de 06/05/1999 e alterações.  Lei de Assistência Social (LOAS): conteúdo; fontes e autonomia (Lei nº 8.742/1993 e Decreto nº 6.214/2007 e alterações).

Concurso INSS edital 2015: Como foi?

O último concurso do INSS foi realizado em 2015. O objetivo do certame era contratar 950 novos profissionais. Do total, 150 oportunidades eram para Analistas e as 800 para Técnico do Seguro Social. As oportunidades foram distribuídas para cargos de Nível Médio e Superior:

  • Nível Médio: Técnico do Seguro Social (800 vagas). Salário de R$4.886,87 (chegando a R$ 5.259,87, após seis meses), já incluso as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.
  • Nível Superior: Analista do Seguro Social (150 vagas). Salário de R$7.496,09 (até R$ 7.869,09), já com as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Iniciar os estudos antes do edital ser publicado é o pontapé inicial para garantir a aprovação. Logo, quem sonha em trabalhar no Instituto Nacional do Seguro Social, já pode se jogar nos estudos com vontade. Dito isso, veja aqui o curso preparatório completo e atualizado.

GARANTIMOS – Único curso com ALTA PERFORMANCE para você alcançar resultados extraordinários na prova do INSS.

Enviar mensagem
Estamos online!