Concurso da PM-AL poderá ser anulado? Saiba todos os detalhes da suspeita de fraude

O secretário de Segurança Pública de Alagoas, Alfredo Gaspar, informou através de suas redes sociais, que a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP) vai investigar todas as denúncias de irregularidades no concurso da Polícia Militar, realizado no mês de agosto:

“Sendo confirmada, o(s) bandido(s) será(o) preso(s) e excluído(s) do certame. A SSP não faz parte do organização do concurso, mas ajudará no esclarecimento”, postou o secretário.

 

O resultado final do concurso da Polícia Militar de Alagoas foi divulgado no último dia 10 de setembro e depois disso várias acusações de fraude cometida por um dos candidatos aprovados vireram a público. O aprovado ficou nas primeiras colocações, mas, não possui ensino fundamental completo e tem várias passagens pela polícia.

O suspeito acertou 100 das 120 questões da prova objeiva, e o que tem chamado a atenção é o fato dele ter deixado em branco as 20 questões restantes.

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) publicou uma nota informando quais medidas serão adotadas diante dos fatos. Confira na íntegra:

“A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) informa que já entrou em contato com as autoridades policiais e com o Cebraspe, banca responsável pela organização do concurso da Polícia Militar de Alagoas (concurso PM AL), para que seja feita a apuração das informações repassadas sobre um suposto esquema de fraude no certame.

Também nesse sentido, comunica que, caso haja comprovação de que algum candidato fez uso de meio ilícito durante a realização das provas, ou que não cumpre os demais requisitos previstos nas outras etapas do concurso, todas as medidas administrativas e judiciais serão aplicadas.

A Seplag reforça que ainda não há comprovação da ocorrência e que, assim que houver qualquer deliberação sobre o caso, tornará público a todos os candidatos. A Secretaria ressalta que está atenta e vem acompanhando de perto todas as tratativas relacionadas ao certame, no intuito de assegurar a sua lisura e, também, de garantir que o melhor quadro de candidatos seja, de fato, selecionado para apoiar o desenvolvimento do estado de Alagoas”.

Além da secretaria, a banca organizadora do certame, Cebraspe, se colocou à disposição da polícia e garante que o candidato terá a prova anulada, se “…for constatado por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou por investigação policial, que o candidato se utilizou de processo ilícito, suas provas serão anuladas e ele será eliminado do concurso público”.

O concurso PM AL está ofertando 1.060 vagas, sendo 1.000 para soldado e 60 para o cargo de aspirante oficial. As provas do concurso foram aplicadas em Alagoas, Sergipe e Pernambuco. Quase 70 mil candidatos marcaram presença.

Faça curso preparatório

É sempre importante saber como escolher corretamente um curso para concursos. Pois muitos oferecem materiais desatualizados, que prejudicam seus estudos! A equipe especializada do Focus Concursos lançou curso preparatório atualizado, abordando conteúdos que vão direto ao ponto do edital. Veja!

A diferença do nosso curso não é só o preço, que é bem barato, e sim a qualidade que está dentro dele.

Grupo Telegram – Exclusivo para Concurseiro

O Focus Concursos lançou um grupo de estudos no Telegram exclusivo para o concurso público. Participe! 

  1. Grupo 1: Focado em Questões e Simulados. Participe aqui.  

  1. Grupo 2: Notícias “em primeira mão” principais notícias de concursos públicos. Clique aqui e participe

Enviar mensagem
Estamos online!