Cumprir metas diárias, ter boas noites de sono e tempo para curtir a família e os amigos são satisfações simples, mas muito significativas na vida de quem estuda bastante. Uma maneira de atender esses objetivos é contar com uma planilha de estudos para concurso.

Com uma rotina bem definida, fica muito mais fácil marcar compromissos sem atrapalhar os estudos, criar o hábito de estudar, manter os conteúdos atualizados e ter uma boa concentração.

Tenha em mente que a aprovação em um concurso exige muita disciplina, por isso, contar com um plano de estudos é uma atitude fundamental. A seguir, saiba o que é necessário para montar e organizar estrategicamente a sua planilha!

Avalie seu tempo disponível para estudar

Equilibrar compromissos diários, lazer, imprevistos e estudos parece uma tarefa difícil, mas se torna muito mais simples com uma planilha de estudos para concurso que se adapte a sua rotina.

Faça uma análise de todas as suas tarefas em cada dia da semana e anote todos os horários livres, pois são neles que você estudará com tranquilidade. Por exemplo: Na segunda-feira, seu horário livre é das 18h às 23h, mas, na terça-feira, o tempo ideal pode estar mais fragmentado ao longo do dia. Nos finais de semana, seu rendimento pode ser melhor devido a maior disponibilidade de tempo.

Fazendo essa análise, defina o seu tempo diário para estudos (variável) e o tempo semanal para cada disciplina (rígido).

Tempo diário para estudos (variável)

Todos os dias você tem uma disponibilidade padrão de 5 horas para estudar, por exemplo, mas, devido algum imprevisto, acabou estudando apenas por 3 horas. 

O tempo diário de estudos está relacionado a variação do seu tempo quanto a isso. Esse horário pode sempre mudar, mesmo estando sob um padrão.

Tempo semanal para cada disciplina (rígido)

O tempo semanal para cada disciplina se refere ao período de estudos fixo para cada disciplina durante a semana, ou seja, independente dos imprevistos, o horário semanal deverá ser cumprido.

Por exemplo: Se você pretende estudar 6 horas semanais (2 horas distribuídas na segunda, quarta e sexta-feira) para a disciplina de Português, mas, por determinado motivo, não conseguiu cumprir o horário de algum dia, você precisará estudar mais 2 horas para poder cumprir sua meta semanal.

Considere o nível de importância das disciplinas

É importante acessar o edital do concurso escolhido e verificar as disciplinas que serão cobradas na prova, o número de questões de cada uma e os pesos atribuídos para o cargo que você está concorrendo (caso o concurso utilize esse critério).

Feito isso, você deverá elaborar uma pequena tabela considerando esses critérios, com o propósito de saber quais disciplinas serão mais contempladas na sua planilha de estudos para concurso e quais você não precisará estudar com muita intensidade. Por exemplo:

Disciplinas Número de questões Peso das disciplinas   Nível de dificuldade
Português 10 1 baixo
Lógica  10 2 baixa
Administração 15 4 médio
Contabilidade 15 4 alto
Economia 10 3 médio

Nesse exemplo, veja que as disciplinas de Administração e Contabilidade somam 50% do número de questões, apresentam pesos altos para o cargo escolhido e possuem níveis de dificuldade médio e alto para o estudante. Logo, serão as áreas com maior tempo semanal de estudo.

Por outro lado, a disciplina de Português não será muito cobrada na prova, não tem um peso grande para o cargo escolhido e não apresenta grandes dificuldades para o estudante. Portanto, terá um tempo semanal de estudo menor.

Todavia, apesar de, no exemplo, Língua Portuguesa estar fora de foco, geralmente essa disciplina representa metade da nota de um prova, somando as questões relacionadas e a nota da redação.

Intercale áreas distintas no cronograma

Estando ciente do tempo diário de estudos, do tempo semanal para as disciplinas e como cada uma delas deve ser tratada, basta saber dividir bem os assuntos e tornar o seu aprendizado produtivo e dinâmico. Para isso, intercale áreas distintas no seu cronograma para torná-lo menos cansativo. Por exemplo:

Contabilidade 15h às 17h
Português 17h05 às 18h05
Economia 18h10 às 20h10

Passar horas estudando áreas do conhecimento semelhantes cansa a sua mente, tornando inútil todo o esforço. No exemplo acima, sabendo que Português é uma disciplina que exige a capacidade de ler e interpretar, ela foi inserida entre duas disciplinas que exigem predominantemente a capacidade de calcular.

Dessa forma, áreas diferentes do seu cérebro podem ser trabalhadas, facilitando a absorção dos assuntos estudados.

Adicione intervalos entre as disciplinas

As pausas curtas entre os momentos de estudo são ótimas maneiras de evitar a procrastinação e melhorar o seu foco. Imagine que você precise finalizar os estudos da disciplina X e, em seguida, começar a estudar outra. Ir ao banheiro? Ir à cozinha para beber água? Checar as mensagens? Todas essas atividades podem comprometer o seu horário!

Por isso, uma maneira inteligente de montar uma planilha de estudos para concurso é adicionando intervalos de 5 a 10 minutos entre cada momento de estudo. Dessa forma, você pode descansar a mente durante esse período, fazer as suas necessidades básicas e voltar com mais ânimo para estudar (veja o exemplo na tabela do tópico anterior).

Após 3, 4 ou 5 horas de estudos seguindo esse ritmo, é recomendável fazer pausas mais longas, com duração de 1 hora ou 1 hora e meia. Assim, você pode fazer refeições e compromissos do dia a dia.

Não abra mão do descanso

Um erro muito comum entre os concurseiros iniciantes é achar que, para ser aprovado, é necessário esquecer boas noites de sono e momentos de lazer com amigos e família. É até compreensível que no início da rotina você esteja empenhado em fazer o melhor, mas ser impulsivo pode colocar o seu aprendizado e a sua saúde em risco.

Manter a sua mente 24 horas em alerta para os estudos pode desencadear problemas como ansiedade e, em quadros mais graves, depressão. Por isso, caso não seja possível separar um dia inteiro de descanso na planilha, separe uma noite de um final de semana, por exemplo. 

Algumas dicas extras

Procure elaborar a sua planilha de estudos para concurso no meio digital (pelo Excel, por exemplo), isso facilitará a manipulação de horários e datas e, ao construir a planilha, lembre-se de deixá-la em um local onde você possa visualizá-la frequentemente (porta da geladeira, quadro de avisos, área de trabalho do computador etc).

Agora você já sabe como montar estrategicamente a sua planilha de estudos para concurso. Saiba que você pode mudá-la conforme as suas necessidades pessoais e, melhor ainda, conforme a sua disposição para estudar mais!

Gostou das dicas? Que tal ler nosso post sobre como escolher entre aula presencial ou online? Temos certeza que será muito importante na sua preparação para concursos.